Home Destaques Taubaté vence o Vôlei Renata e é hexacampeão paulista
Destaques - Estaduais - 1 de novembro de 2019

Taubaté vence o Vôlei Renata e é hexacampeão paulista

O EMS/Taubaté/Funvic é hexacampeão paulista. O time do técnico Renan Dal Zotto imprimiu um ritmo forte no saque e nos contra-ataques e conquistou o seu sexto título estadual consecutivo ao derrotar o Vôlei Renata por 25 a 22 no golden set (set desempate) – após vencer o jogo por 3 sets a 2, com parciais de 23-25, 25-22, 25-17, 21-25 e 15-13 – já na madrugada desta sexta-feira, no Ginásio do Taquaral, em Campinas, fazendo a festa na casa do adversário.

A equipe campineira, que buscava o título inédito da competição, venceu o primeiro confronto do playoff, semana passada, no Ginásio do Abaeté, também no tie-break, mas não resistiu ao time de maior investimento e recheado de estrelas do Taubaté. Foi a primeira derrota do Vôlei Renata em casa nesta temporada.

Com os selecionáveis

A equipe do técnico Horácio Dileo terminou a fase classificatória do Paulista na primeira colocação e o Taubaté, na terceira – quando ainda jogava sem o reforço dos cinco jogadores que estavam com a Seleção Brasileira na Copa do Mundo do Japão.

O oposto Mohamed ataca (Marcos Riboli/Divulgação)

Taubaté repetiu, nesta quinta-feira, o feito da semifinal, quando também começou o playoff contra o Sesi SP perdendo em casa por 3 a 2 e, na partida decisiva, na Vila Leopoldina, devolveu a derrota no tie-break e conquistou a vaga na final no set de desempate, no retorno dos selecionáveis Lucarelli, Douglas Souza, Maurício Souza, Lucão e Thales, além do técnico Renan.

Os hexacampeões paulistas e atuais campeões da Superliga dão uma mostra de que chegam na temporada para brigar pelo bicampeonato nacional com propriedade.

O jogo

O Vôlei Renata venceu o primeiro set por 25 a 23, numa parcial equilibrada, com as duas equipes muito bem na virada de bola. Pelo lado campineiro, o ponteiro Vaccari, de apenas 22 anos, comandou o bom momento do time. No Taubaté, o marroquino Mohamed e o ponteiro Lucarelli, além de Douglas Souza e Lipe foram os destaques.

A equipe do Vale do Paraíba empatou a partida na segunda parcial, também equilibrada, e sobrou no terceiro set, quando o saque foi a grande arma para neutralizar as jogadas dos donos da casa e obrigar o levantador argentino Damien González a jogar pelas pontas.

Douglas Souza encara o bloqueio duplo do Vôlei Renata (Marcos Riboli/Divulgação)

No quarto set, Campinas começou arrasador, abrindo logo 8 a 4 e depois 16 a 10. Mohamed foi para o saque e só saiu de lá depois de encostar no placar em 15 a 16, levantando a torcida do Taubaté que viajou até o Taquaral para empurrar o time. Mas, em dois erros consecutivos dos visitantes, o Vôlei Renata voltou a abrir três pontos de frente e fechou a parcial em 25 a 21, levando a decisão par ao tie-break.

O quinto set foi equilibrado do início ao fim. Vaccari foi o grande nome da equipe campineira, virando a maioria das bolas. Mas, os donos da casa sacaram mal e o Taubaté jogou praticamente com o passe na mão o tempo todo. Depois de abrir dois pontos de frente, os campeões da Superliga só tiveram o trabalho de administrar a vantagem e fechar em 15 a 13.

Golden set

No golden set, o Vôlei Renata saiu na frente e fez 7 a 5, mas o Taubaté empatou com dois contra-ataques e virou para 9 a 7 num erro de Renan e num bloqueio de Douglas Souza em cima do oposto de Campinas. Horácio Dileo parou o jogo. Os visitantes colocavam muita pressão no passe dos donos da casa, enquanto o saque campineiro, sem efeito, era passado na mão do levantador Rapha.

(Marcos Riboli/Divulgação)

Taubaté seguiu imprimindo um ritmo forte no saque e amortecendo os ataques dos anfitriões, aumentando a vantagem para 20 a 17, com Rapha distribuindo bem, e jogando tanto com o meio quanto com as extremidades, fintando o bloqueio campineiro. Em três bons saques do oposto Renan, o Vôlei Renata chegou a empatar em 21 a 21, colocando a torcida da casa toda de pé. Num bloqueio de Lucão, o Taubaté fechou golden set em 25 a 22, fechando o playoff da final em 2 a 1, de virada.

Vôlei Renata: Demian González, Renan, Michel, Luizinho, Vaccari, Canuto e Bruno Bello (líbero). Entraram: Angellus, Lima, Melqui e Luiz Fernando. Técnico: Horácio Dileo

EMS/Taubaté/Funvic: Rapha, Mohamed Al Hachdadi, Lucão, Maurício Souza, Lucarelli, Douglas Souza e Thales (líbero). Entraram: Petrus, Carísio, Lipe, Renan. Técnico: Renan Dal Zotto

LEIA TAMBÉM

Fla vira para cima do Flu e fica perto da final do Carioca

Sada/Cruzeiro usará próprio vídeocheck na Superliga

Uberlândia confirmada como sede do Sul-Americano de Clubes 2020

Aos 17, Darlan segue os espaços do irmão Alan no Sesi e na Seleção

Veja também

EMS/Taubaté atropela o Apan/Blumenau na estreia da Superliga Masculina

O EMS/Taubaté não teve nenhuma dificuldade em derrotar o Apan/Blumenau, time que subiu nes…