Ngapeth
Home Internacional Prisão no Brasil não é primeira de Ngapeth
Internacional - Mundial de Clubes - 10 de dezembro de 2019

Prisão no Brasil não é primeira de Ngapeth

Detenção em Belo Horizonte por importunação sexual aumenta currículo de problemas de Ngapeth

Earvin Ngapeth segue detido em Belo Horizonte desde a madrugada de segunda-feira por importunação sexual a uma mulher, em uma casa de shows da capital mineira. E não é a primeira vez do francês nas páginas policiais.

Em 2013, ele foi condenado a três meses de detenção, pena cumprida em liberdade, por se se envolver numa briga numa boate.

Já em 2015, Ngapeth foi preso na cidade de Marselha, na França. Na ocasião, ele tentou atrasar a partida do trem para que sua família não perdesse o embarque, na estação de Montparnasse, agrediu um funcionário da linha férrea e foi detido.

O caso aconteceu uma semana depois de Ngapeth ajudar a França a conquistar a então Liga Mundial, ao vencer o Brasil, no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. O ponteiro ainda foi eleito o melhor jogador da competição.

Em 2017, ele sofreu um acidente de carro em Modena e perdeu a carteira de habilitação por estar alcoolizado. O nível era quase quatro vezes maior do que o aceitável. Dois anos anos, ele dirigia um veículo envolvido em outro acidente, com três pessoas feridas.

Na noite de segunda-feira, uma nota oficial foi divulgada pelo advogado contratado pelo jogador, em Belo Horizonte, com a versão do francês para o caso.

O time do Zenit Kazan já voltou para a Rússia após o terceiro lugar no Campeonato Mundial de Clubes, encerrado no domingo, em Betim (MG).

LEIA TAMBÉM

Evandro sincerão: “Sou chato mesmo. Estou aqui para ganhar, não para fazer amigos”

Anunciado como MVP, Bruninho repassa prêmio a Leal

O primeiro ano de vida do Web Vôlei

Veja também

Paula e Mari confirmam estreia no Circuito Brasileiro

Paula Pequeno e Mari estarão presentes na etapa de Aracaju do Circuito Brasileiro de vôlei…