Ademar
Home Superliga Ademar confirma a “lei do ex” em vitória do Sesc
Superliga - 18 de janeiro de 2020

Ademar confirma a “lei do ex” em vitória do Sesc

O Sesc RJ fez valer a lei do ex neste sábado pela Superliga masculina. Diante do Vôlei UM/Itapetininga, na casa do adversário, o time comandado pelo técnico Giovane Gávio fez 3 sets a 1 (25-21, 25-19, 20-25 e 25-21), com grande atuação de Ademar.

Depois de ser o destaque do time de Itapetininga em dois anos seguidos, ele chegou ao Rio de Janeiro nesta temporada e brilhou na antiga casa, saindo de quadra eleito como o melhor jogador e com o VivaVôlei. Ademar atuou no lugar do argentino Jan Martinez, que costuma ser titular na equipe, mas foi poupado pela comissão técnica devido a um desconforto no abdômen.

– Voltar aqui é sempre bom. Foi aqui que dei o start em minha carreira e sempre sou muito bem tratado. Mas todo esse carinho ficou no vestiário. Da minha parte e da deles, pois estavam o jogo todo tentando me desconcentrar e torcendo pelo time da casa. Mas é isso mesmo. O sentimento que fica para mim é de satisfação e de agradecimento – disse Ademar, autor de 14 pontos.

O Sesc alcançou a 10ª vitória na competição, chegando aos 30 pontos e empatando com o Sesi. Por ter uma vitória a menos, ainda ocupa o quarto lugar. Wallace, com 19 acertos, foi o maior pontuador da partida.

– Jogamos muito bem nos dois primeiros sets e, depois, demos uma caída. Não deveria, é claro, mas o Itapetininga cresceu, começou a sacar melhor e nossa virada de bola acabou caindo de rendimento. No fim, vencemos, e levamos para casa um resultado importante. Seguimos com a nossa meta, que é estar entre os melhores – analisou Giovane.

Agora o Sesc RJ vira a chave de vez para a Copa Brasil. Na próxima sexta, o time carioca terá pela frente, às 19h30, na Arena Jaraguá, em Jaraguá do Sul (SC), o Sada Cruzeiro. O confronto vale uma vaga na decisão da competição e todos no projeto carioca querem muito estar lá.

– É um campeonato curto, eliminatório, e todo mundo chega em condições iguais. Vai ser muito disputado e espero que o Sesc RJ consiga jogar bem. É claro que queremos ganhar, ser campeões, e vamos fazer tudo para conseguir. Mas, antes de qualquer coisa, espero que o time faça o seu melhor – encerrou Giovane.

Veja também

Sérvia pode ganhar o reforço de Melissa Vargas

A seleção feminina da Sérvia deverá contar com uma novidade “internacional” de…