Minas
Home Superliga Após derrota e bate-boca, Minas deixa a quadra sem dar entrevistas
Superliga - 15 de janeiro de 2020

Após derrota e bate-boca, Minas deixa a quadra sem dar entrevistas

As jogadoras do Itambé/Minas deixaram a quadra da Arena do Praia, terça-feira à noite, em Uberlândia (MG), após a derrota por 3 sets a 2 para o Dentil/Praia Clube, sem dar entrevistas. O motivo não foi só o resultado ruim diante de um dos mais tradicionais rivais.

Durante o pedido deu um tempo no tie-break – quando o Minas perdia por 10 a 4 -, houve um bate-boca entre a central e capitã Carol Gattaz e a ponteira Kasiely. As câmeras do canal SporTV flagraram o momento, não foi possível identificar o motivo da discussão.

O técnico Nicola Negro chegou a tapar a boca das jogadoras com as mãos e a comissão técnica afastou as duas jogadoras. Antes de entrar na quadra, o treinador abraçou Carol Gattaz, tentando acalmar os ânimos e as jogadoras voltaram para a quadra. Acabaram perdendo o set por 15 a 9 e o  jogo por 3 a 2.

(Reprodução/SporTV)

No momento da discussão, o Praia vencia com autoridade. O Minas tinha perdido sua principal pontuadora – a ponteira venezuelana Acosta, que deixou a quadra na metade do quarto set com dores na panturrilha direita e não voltou mais. Ainda assim, ela foi a maior pontuadora da equipe, com 17 pontos.

Lana foi a opção de Negro para substituir Acosta e foi muito mal nas viradas de bola no tie-break, cometendo erros e largando bolas que poderiam ter sido atacadas. Sheilla também começou jogando o quinto set no lugar de Bruna Honório, que foi substituída no início do quarto set, após marcar apenas 8 pontos nas parciais anteriores.

(Reprodução SporTV)

Kasiely começou como titular no lugar da norte-americana Deja McClendon, foi caçada no saque pelas jogadoras do Praia e, depois de um primeiro set de erros e irregularidade, conseguiu equilibrar um pouco mais a recepção.

No tie-break, sem a sua principal pontuadora em quadra, com Sheilla ainda fora do ritmo ideal – ainda assim ela terminou o jogo com 7 pontos, apenas um a menos que Bruna Honório – sem passe, sem conseguir jogar com os meios e com Lana irregular, a equipe foi presa fácil para as donas da casa.

A partida foi válida pelo encerramento do turno da Superliga Feminina e definiu os confrontos das quarta de final da Copa Brasil. As minastenistas terminaram na terceira colocação, com 27 pontos (9 vitórias e 2 derrotas), atrás do líder Sesc RJ e do vice-líder Praia, ambos com 29 pontos, e vão brigar pela vaga na semifinal com o Fluminense, sexto colocado na tabela. Veja aqui todo os confrontos da Copa Brasil.

(Reprodução/SporTV)

As quartas de final devem acontecer entre os dias 21 e 22. A fase final será na cidade de Jaraguá do Sul (SC), nos dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro.

Pela Superliga, na abertura do returno, o Minas volta a jogar na próxima sexta-feira, às 21h30, contra o Flamengo, em Belo Horizonte (MG), com transmissão pelo SporTV.

 

Veja também

Leon brilha em conquista do Perugia na Supercopa

Uma final digna de dois dos maiores clubes da atualidade no mundo só poderia terminar em c…