Giani
Home Destaques O italiano Andrea Giani escolhe top 5 com dois brasileiros
Destaques - Especiais - 17 de abril de 2020

O italiano Andrea Giani escolhe top 5 com dois brasileiros

Giani treina atualmente o Modena

A série especial do Web Vôlei publica, nesta sexta-feira, o primeiro de vários votos internacionais já recebidos. E a estreia “gringa” vem da Itália, com Andrea Giani, com ajuda do jornalista Luca Muzzioli, do Volleyball.it

O atual treinador do Modena fez história na modalidade como atleta, a partir da década de 1980, quando defendeu o Maxicono Parma (teve Renan Dal Zotto como um dos companheiros). Foram dez anos no projeto até a transferência para Modena, onde jogou mais dez temporadas, com uma infinidade de títulos e prêmios individuais. Pela seleção italiana, fez parte da geração tricampeã mundial em 90, 94 e 98.

Confira abaixo os votos de Andrea Giani, já citado anteriormente por Renan como um dos seus top 5:

– Bas Van De Goor

Considerado por muitos o melhor jogador holandês de todos os tempos, o central foi campeão olímpico em Atlanta-96 e MVP em Sydney-2000, mesmo com a seleção terminando em quinto lugar. Era chamado de Michael Jordan do vôlei. Teve a carreira abreviada por problemas médicos (diabetes).

– Kiraly

Uma figurinha carimbada entre os eleitores até aqui. O atual treinador da seleção americana feminina foi bicampeão olímpico na quadra (Los Angeles-84 e Seul-88) e campeão na praia, na estreia da modalidade nos Jogos (Atlanta-96). É o único da história a ter tal feito.

– Serginho Escadinha

Ganha o quinto voto. O líbero, dono de quatro medalhas olímpicas (uma ao lado de Maurício), dois títulos mundiais e uma dezena de outras conquistas internacionais, enfrentou Giani não apenas pela Seleção, mas também na passagem por Piacenza.

– Bernardi

Companheiro de Giani na geração dourada da Azzurra, foi eleito jogador de vôlei do século 20 pela Federação Internacional (FIVB). Considerado um dos atletas mais versáteis de todos os tempos, Bernardi, agora treinador, marcou época no time de Treviso.

– Bruninho

Atual capitão da Seleção Brasileira, o levantador conseguiu, no ano passado, conquistar pelo Civitanova o último título que faltava na carreira: o Mundial de Clubes. Está de volta para defender o EMS/Taubaté, após duelar com os times de Giani nas últimas temporadas.

Abaixo, um lembrete das regras (ou ausência delas):

* A escolha é livre. Vale indicar apenas mulheres, somente homens, misturar, além de não ter qualquer restrição sobre a nacionalidade.

* Não existe uma ordem de primeiro a quinto lugares.

Relembre também os outros capítulos já publicados da série Top 5:

Nalbert

Fofão

Serginho Escadinha

Fabi

Renan Dal Zotto

Ana Moser

Maurício

Veja também

González: “Quando crianças, todos nós sonhávamos ser Maradona”

O levantador Demian González, do Vôlei Renata, é torcedor fanático do Boca Juniors. Cresce…