Atletas
Home Destaques O líbero Serginho Escadinha escolhe o top 5
Destaques - Especiais - 12 de abril de 2020

O líbero Serginho Escadinha escolhe o top 5

Veja quem o líbero colocou entre os melhores que viu jogar

Dono de quatro medalhas olímpicas, o líbero Serginho Escadinha é mais um craque a participar da série Top 5, do Web Vôlei. Ele respondeu a pergunta “quais o(a)s cinco maiores jogadore(a)s que viu jogar no vôlei?”.

Jogador do Pacaembu/Ribeirão na última Superliga, ele colocou na lista dois ex-companheiros da Seleção Brasileira de diferentes gerações, um adversário nos confrontos de seleções e ex-parceiro de equipe no Piacenza, da Itália, além de duas ex-jogadoras.

– Fofão

A levantadora teve uma carreira brilhante por clubes e pela Seleção. O grande momento foi a condução da primeira medalha de ouro da Seleção feminina nas Olimpíada, em Pequim-2008. Jogou demais e foi a líder, fora de quadra, de um talentoso grupo.

– Maurício

A segunda citação ao levantador, dono de cinco Olimpíadas no currículo, com dois ouros (Barcelona-1992 e Atenas-2004), nesta série especial. Nos próximos dias você conhecerá quem o ex-levantador, atual embaixador do projeto do Vôlei Renata, escolheu em seu top 5.

– Mireya Luis

Três de três. A cubana foi citada até agora pelos três primeiros participantes da série. Tricampeã olímpica e bi mundial, Mireya foi o principal destaque de uma geração dominante no vôlei feminino na década de 1990.

– Nikola Grbic

O irmão mais talentoso de uma família que fez história no vôlei sérvio. O levantador, ao lado do ponteiro Vlad Grbic, foi campeão olímpico em Sydney-2000. Só não venceu mais pela seleção por ter encontrado várias vezes o Brasil pelo caminho.

– Giba

Mais um com o segundo voto recebido na série. Ao lado de Serginho, Giba conquistou dois dos três títulos mundiais (o líbero estava em recuperação de cirurgia em 2010) e três medalhas olímpicas (um ouro e duas pratas), além de dezenas de títulos internacionais.

Abaixo, um lembrete das regras (ou ausência delas) na série especial:

* A escolha é livre. Vale indicar apenas mulheres, somente homens, misturar, além de não ter qualquer restrição sobre a nacionalidade.

* Não existe uma ordem de primeiro a quinto lugares.

Relembre também os outros capítulos da série Top 5 já publicados:

Nalbert

Fofão

Veja também

Sada Cruzeiro vence sua “categoria de base” no Mineiro

Na noite desta sexta-feira, o Sada Cruzeiro chegou à segunda vitória no Campeonato Mineiro…