Ana Moser
Home Especiais Top 5 de Ana Moser “homenageia” ícones
Especiais - 15 de abril de 2020

Top 5 de Ana Moser “homenageia” ícones

Aninha escolheu duas ex-companheiras na Seleção

O sexto capítulo da série especial do Web Vôlei apresenta os votos de Ana Moser, uma das maiores atacantes do vôlei brasileiro em todos os tempos.

Aninha, como sempre foi chamada em quadra, marcou época com a camisa 2 da Seleção. Foram 13 anos como titular, três Olimpíadas, um vice-campeonato mundial, batalhas épicas contra as cubanas e superação de sobra para vencer quatro cirurgias no joelho. Infelizmente foi obrigada a parar cedo, aos 32 anos. Após aquela geração, o Brasil mudou de patamar no cenário internacional.

Presidente do Instituto Esporte & Educação, ONG criada em 2001, Ana Moser respondeu a pergunta “quais o(a)s cinco maiores jogadore(a)s que viu jogar no vôlei?”. E na lista incluiu companheiras e adversárias que a inspiraram.

– Cecília Tait

O apelido de “Canhota de Ouro” caía muito bem para a peruana. Foi ícone de uma geração fantástica, vice-campeã olímpica e mundial. Também marcou época na passagem pela Sadia, timaço brasileiro no fim da década de 1980 e início da de 1990.

– Mireya Luis

Presente em cinco dos seis votos da série até aqui. A cubana foi tricampeã olímpica e bi mundial e esteve presente em jogos memoráveis contra o Brasil. Apesar das brigas em quadra, se dava bem com várias rivais fora dela.

– Lang Ping

A chinesa é conhecida pela geração atual por treinar a seleção feminina do país, campeã da Rio-2016. Antes, porém, como jogadora era chamada de “Martelo de Ferro”, tendo conquistado o ouro olímpico em Los Angeles-84.

– Fernanda Venturini

É apontada como uma das melhores levantadoras do mundo em todos os tempos, sendo eleita uma das melhores jogadoras do século 20 pela FIVB. Foram quatro Olimpíadas pela Seleção, com um bronze em Atlanta-96.

– Márcia Fu

É a terceira citação recebida na série. Energia de sobra, vibração e capacidade para se adaptar e se destacar em posições bem distintas da modalidade: central e ponta. Fu jogou na mesma geração de Ana Moser e Fernanda.

Abaixo, um lembrete das regras (ou ausência delas):

* A escolha é livre. Vale indicar apenas mulheres, somente homens, misturar, além de não ter qualquer restrição sobre a nacionalidade.

* Não existe uma ordem de primeiro a quinto lugares.

Relembre também os outros capítulos já publicados da série Top 5:

Nalbert

Fofão

Serginho Escadinha

Fabi

Veja também

Rússia convocada com Kosheleva e Goncharova

A seleção russa feminina foi convocada, nesta segunda-feira, para o início dos treinamento…