Home Destaques Após quatro temporadas, Evandro se despede do Sada/Cruzeiro
Destaques - Vaivém - 9 de maio de 2020

Após quatro temporadas, Evandro se despede do Sada/Cruzeiro

O oposto Evandro, campeão olímpico nos Jogos do Rio-2016, anunciou, nesta sexta-feira à noite, sua despedida do Sada/Cruzeiro, após quatro temporadas defendendo o time mineiro. Ele não informou qual será o seu destino.

Por meio de um vídeo publicado em seu perfil no Instagram, o jogador de 38 anos, 2,07m de altura, mostrou os troféus conquistados com a camisa azul: foram 20 no total, com 16 títulos.

– História linda né, diversas conquistas, vários amigos e muitos companheiros que vou levar no coração. Quero agradecer a todos que fizeram parte da minha história aqui, incluindo os torcedores, que me cobraram, me elogiaram e que venceram comigo todos esses títulos. Muito obrigado a a todos, a cada jogador que passou aqui, à diretoria, de coração, um grande beijo. Nos vemos algum dia – escreveu Evandro.

Para o seu lugar, o Sada/Cruzeiro contratou o oposto Alan, ex-Sesi-SP. O clube mineiro prevê uma diminuição de até 80% no orçamento para a próxima temporada, incluindo o salário do seu staff, conforme matéria publicada no Web Vôlei. O oposto Luan também deixou o Cruzeiro. Vai atuar no Tourcoing, da França.

No Sada/Cruzeiro, Evandro conquistou os títulos de Campeão Mundial (2016), além bronze na Polônia em 2017, e prata em 2019; foi tetracampeão Sul-Americano (2016/2017, 2017/18, 2018/19 e 2019/20); foi bicampeão da Superliga (2016/2017, 2017/18 e 2016/17), quando teve o melhor saque da competição; bicampeão da Supercopa (2016/2017 e 2017/2018); tetracampeão Mineiro (2016/17, 2017/18, 2018/19 e 2019/20); e tricampeão da Copa Brasil (2017/2018 , 2018/2019 e 2019/2020).

Em outros clubes, Evandro foi campeão da liga principal do Japão, pelo Suntory Sunbirds, em 2014/2015. Tem também tem passagens pela Grécia, Itália, e está entre os brasileiros que mais se destacaram no voleibol argentino. Foi o maior pontuador do campeonato argentino e MVP da Copa ACLAV, em 2013, com o UPCN.

No mesmo ano, também venceu com o time o Sul-Americano de Clubes, sendo eleito o MVP do torneio. Na edição anterior, em 2011/12, foi maior pontuador e melhor sacador da liga portenha pelo Drean Bolivar.

No Brasil, foi vice-campeão em 2013/14 com o Sesi-SP na final com o Sada Cruzeiro. Foi campeão brasileiro pela Cimed em 2007/08 e vice em 2004/05 com o Minas. Pela seleção brasileira foi campeão Mundial Juvenil em 2001 na Polônia e com a principal foi prata no Mundial de 2018, ouro na Liga Mundial de 2006, prata em 2017, e também campeão da Copa dos Campeões de 2013 no Japão.

Confira os troféus de Evandro no Cruzeiro:

2o16/2017

Mineiro, Mundial de Clubes, Supercopa, Sul-Americano, Superliga

2017/2018

Mineiro, Mundial de Clubes (bronze), Supercopa, Copa Brasil, Sul-Americano, Superliga

2018/2019

Mineiro, Copa Brasil, Sul-Americano, Superliga (vice-campeão)

2019/2020

Mineiro, Mundial de Clubes (vice-campeão), Copa Brasil, Supercopa (vice-campeão), Sul-Americano

Veja também

Análise: Perdeu feio sim. Mas não é terra arrasada

A derrota da Seleção Brasileira masculina para os russos foi impactante mesmo. O placar de…