Kim
Home Internacional Kim aceita enorme redução salarial e volta para casa
Internacional - Vaivém - 6 de junho de 2020

Kim aceita enorme redução salarial e volta para casa

Jogadora retornou para o Heungkuk Life Pink Spiders

Após 11 temporadas, Kim Yeon-Koung, de 32 anos, está de volta ao vôlei da Coreia do Sul. A jogadora foi confirmada neste sábado pelo Heungkuk Life Pink Spiders. A apresentação será na próxima semana.

O retorno da ponta e capitã da seleção local só foi possível graças a uma enorme redução salarial. Como a liga coreana tem um teto salarial para as equipes, o Heungkuk não tinha muita margem para negociar com grande parte do elenco já montado. Então Kim, um das jogadoras mais bem pagas do planeta no Eczacibasi, da Turquia, precisou aceitou um corte muito considerável em seus vencimentos. Na moeda local, caiu de 2 bilhões de won (aproximadamente R$ 8 milhões) para 350 milhões de won (R$ 1,5 milhão) por temporada.

– Estou feliz em ver os fãs coreanos novamente. Farei o meu melhor para dar alegria a eles – disse Kim, que defendeu o time entre 2005 e 2009.

Após sair da Coreia do Sul, a ponta defendeu o JT Marvelous, do Japão, o Fenerbahce, da Turquia, o Shanghai, da China, e o Eczacibasi, também da Turquia.

A volta para casa também permitirá uma preparação especial de Kim para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2021. Ela já anunciou que a competição será a despedida da seleção, comandada por Stefano Lavarini, e ela sonha em fazê-la com a conquista de uma medalha.

Veja também

Reservas do Praia batem o San Martin por 3 a 0

O Dentil Praia  Clube nem precisou da sua força máxima para vencer, com facilidade, o San …