Heynen
Home Entrevista Heynen: “Apenas Kubiak tem vaga garantida em Tóquio”
Entrevista - 27 de julho de 2020

Heynen: “Apenas Kubiak tem vaga garantida em Tóquio”

Técnico belga falou sobre a preparação da Polônia para a Olimpíada

Vital Heynen, técnico da seleção polonesa masculina, deu uma entrevista ao site Sportowefakty, neste fim de semana, e falou bastante sobre os Jogos Olímpicos de Tóquio, no próximo ano.

Única das grandes seleções da atualidade a manter um período de treinos e amistosos em 2020, a Polônia jogou amistosos contra a Alemanha, fez um período de treinamentos de duas semanas e tomou calote da Estônia, com medo do coronavírus. Na conversa, o belga surpreendeu ao dizer que apenas um jogador atualmente já está garantido na Olimpíada.

– Apenas Michal Kubiak garantiu seu lugar na equipe nacional dos Jogos Olímpicos. Ele é meu capitão e estamos construindo uma equipe ao seu redor. Nos outros onze lugares, os jogadores terão que demonstrar que podem ser um membro de nossa equipe nas Olimpíadas de Tóquio – disse Heynen, que conta no elenco com astros do calibre de Leon e Kurek.

Confira abaixo outros tópicos da entrevista de Heynen:

PERMISSÃO PARA ATLETAS PARTICIPAREM DA CERIMÔNIA DE ABERTURA

– Acho que não. Em 2012, eu fiz, mas não posso dizer que gostei. Você espera 2, 3 horas para entrar no estádio, finalmente entra e sai. Como resultado, você não sente a importância do evento em que está participando. Você não pode ver o show preparado pelos organizadores. E é por isso que eu não iria à cerimônia de abertura pela segunda vez. E aos jogadores eu recomendaria gentilmente contra isso.

RECOMENDARIA ALGUM COMANDADO PARA SER O PORTA-BANDEIRA?

Não. Espero que um dos meus jogadores carregue a bandeira polonesa em 2024 em Paris. Isso significaria que Tóquio foi muito bem-sucedida para nós, porque o porta-bandeira deve ser alguém que conseguiu um feito nas Olimpíadas. Se eu decidisse, sempre confiaria a bandeira a alguém com uma medalha de ouro olímpica.

O ÚLTIMO OURO POLONÊS FOI EM SYDNEY-2000

Bem, sugiro que Paris inicie uma nova tradição na equipe polonesa – para levantar a bandeira, você deve primeiro ganhar o ouro olímpico. Quero que os jogadores de vôlei poloneses depois de Tóquio atendam a essa condição. Há três anos venho dizendo que no Japão ficaremos felizes com a medalha, mas estaremos completamente felizes apenas desde o primeiro lugar no pódio.

O QUE A POLÔNIA GANHOU COM OS ÚLTIMOS TREINOS?

Eu já estou um pouco entediado em responder a esta pergunta. A resposta é simples e continua a mesma. Se tivéssemos uma interrupção de dois anos no funcionamento conjunto desse grupo, isso teria um efeito negativo nas relações da equipe. Perderíamos uma ótima atmosfera. Os jogadores querem ficar juntos, se sentem bem um com o outro e essa é a nossa grande força. Um exemplo é Jakub Kochanowski, que se machucou, mas decidiu permanecer na equipe, mesmo que ele pudesse ter ido para casa.

TEM ACOMPANHADO AS NOTÍCIAS DO JAPÃO?

O Japão é um país tão bem organizado que nunca adiaria os próprios Jogos. Acredito que a voz decisiva foi o Comitê Olímpico Internacional, que queria mudar o evento, já que alguns países não puderiam participar dele. Se as Olimpíadas começassem hoje, provavelmente não haveria atletas do Brasil ou dos Estados Unidos no Japão. Esse é o maior problema – para que todos possam se preparar e vir para Tóquio. Quanto ao próprio Japão, não tenho dúvidas de que será capaz de organizar o evento.

OLIMPÍADA SEM TORCIDA

Quem disse que os Jogos só são válidos quando há torcedores? Eu me lembro de competições no torneio olímpico, onde as arquibancadas estavam praticamente vazias. Isso também acontece nos campeonatos mundiais de vôlei, mas não altera o fato de que, no final, as melhores equipes recebem medalhas. Jogos são sempre Jogos. Independentemente de haver torcedores, uma vila ou não, o vôlei ainda é o evento mais importante a se vencer. Iremos a Tóquio para ganhar uma medalha, não para morar na Vila Olímpica.

ATUAL GERAÇÃO POLONESA

Eu acho que a Polônia tem uma geração de jogadores que lutará pelo campeonato olímpico de vôlei nas próximas Olimpíadas: em Tóquio e provavelmente nas próximas.

MESMO SEM KUBIAK E KUREK EM PARIS-2024?

Líderes mudam. Kubiak e Kurek eram os líderes da equipe polonesa quando venceram o Campeonato Mundial em 2014? Não. Não me interpretem mal, eles são jogadores fantásticos que fizeram um trabalho incrível nos últimos anos, mas mesmo se não estiverem lá, haverá outros prontos para assumir o papel de líderes. A qualidade polonesa é certamente suficiente.

Veja também

Vakifbank completa semana perfeita na Champions

O Vakifbank encerrou a primeira semana da Champions League feminina com 100% de aproveitam…