Polina Paulista
Home Vaivém “Em casa”, Polina festeja renovação com o Sesi Bauru
Vaivém - 7 de agosto de 2020

“Em casa”, Polina festeja renovação com o Sesi Bauru

A aposto azeri irá para a segunda temporada no clube

Polina Rahimova irá para a segunda temporada no Sesi Bauru. A oficialização aconteceu nesta sexta-feira, com a oposto azeri explicando os motivos de sua decisão de seguir no vôlei brasileiro.

– Eu me senti em casa em Bauru. A diretoria, as companheiras de equipe e os fãs foram ótimos. Eu tinha outras propostas, mas meu coração queria continuar em Bauru, onde ficarei mais feliz. E eu quero terminar uma temporada completa, pois a que passou foi triste pela forma com que terminou. Foi uma das razões pelas quais eu quero ficar mais aqui – disse Polina.

Além dela, o Sesi Bauru já conta no elenco com as levantadoras Dani Lins e Carol Leite, as centrais Adenízia, Mayhara e Mara, a ponteira/oposta Tifanny, a oposto Pamela, a ponteira Vanessa Janke e a líbero Brenda Castillo.

Rahimova também analisa o elenco e fala de suas expectativas para a próxima temporada.

– A última temporada foi algo excepcional por causa da pandemia e não terminamos como queríamos. Para a próxima, nosso treinador e nossa diretoria fizeram boas escolhas e estamos mais fortes para disputarmos bem todas as competições. Vamos fazer o nosso melhor para deixar nossos fãs felizes – destaca.

Rahimova foi um dos grandes destaques do Sesi Bauru na temporada passada. Na última edição da Superliga 2019-2020, por exemplo, a azeri foi a maior pontuadora da competição, anotando 428 pontos (média de 5,28 pontos/set), seguida por Lorenne (369), Paula Borgo (354), Thaísa (332) e Thaisinha (324).

Mais de 10% dos seus 428 pontos – exatos 45 – foram obtidos em aces, quesito em que a oposta também foi a melhor do nacional de vôlei superando Thaísa (36), Roberta (35), Juma (25) e Victoria Mayer (24). Além disso, Rahimova também encerrou a competição figurando no Time dos Sonhos da Superliga 2019-2020.

Carreira

Polina Rahimova tem 30 anos, 1,98m de altura e nasceu na cidade de Fergana, no Uzbequistão, mas naturalizou-se azeri, em 2006, transformando-se em uma das principais jogadoras da seleção local.

Um dos fatos mais marcantes de sua carreira foi quando estabeleceu o recorde mundial de pontos em uma só partida jogando no voleibol japonês, em 2015, quando marcou 58 pontos no jogo.

Em clubes, iniciou a carreira no Azerbaijão atuando por equipes do país no período de 2005 a 2014, passando posteriormente por times da Coreia do Sul, Japão, Itália e Turquia, onde defendeu o THY, sua última equipe antes de assinar contrato com o Sesi Bauru.

Veja também

Itambé Minas não dá chances ao Barueri e vence por 3 a 0

Cinco rodadas, três troféus Viva Vôlei. Mais uma vez, a central Thaisa foi eleita pelos in…