Lloyd
Home Destaques Visto de trabalho sai e Lloyd embarca para a Itália nesta quarta
Destaques - Internacional - 18 de agosto de 2020

Visto de trabalho sai e Lloyd embarca para a Itália nesta quarta

Lloyd vai para a sua sexta temporada na Itália

A levantadora norte-americana Carli Lloyd 31 anos, 1,80m, comemorou, nesta terça-feira, a concretização do seu visto de trabalho e sua permissão para poder entrar na Itália e finalmente se apresentar ao Casalmaggiore, seu novo time na temporada 2020/2021.

A equipe já está treinando há um mês. O primeiro compromisso será a Supercopa, no dia 29 de agosto, contra o Firenze. Pelo Campeonato Italiano, a estreia será dia 20 de setembro, contra o Conegliano. Confira aqui a tabela.

Lloyd será companheira de time da oposta brasileira Rosamaria, com quem jogou no Dentil/Praia Clube em 2018/2019 e disputou a final da Superliga, perdendo a decisão para o Itambé/Minas. “Vem!”, disse a jogadora brasileira em resposta ao post da companheira nas redes sociais.

No Casalmaggiore, Lloyd conquistou a Liga Italiana, a Champions League e foi vice-campeã Mundial na temporada 2015/2016. Conquistou também a Copa CEV. No Brasil, além do Praia, no ano anterior ela atuou no Barueri, com o técnico José Roberto Guimarães.

Na Itália, ela passou também por mais dois clubes: o Busto Arsizio (2011-2013), onde foi campeã da Liga, da Copa Itália, da Supercopa e da Copa CEV; e atuou também no Conegliano (2013/2014).

Lloyd
Lloyd manteve a forma física durante a quarentena (Instagram/Divulgação)

Lloyd passou os últimos meses na cidade praiana de “Hermosa Beach”, na Califórnia, seu estado-natal, depois de ter defendido o Eczacibasi, da Turquia, na temporada passada, atuando ao lado da ponteira brasileira Natália.

Durante a quarentena, ela começou a escrever um blog falando sobre sua rotina, que fez bastante sucesso entre os fãs e chamou a atenção pelo texto bem elaborado, pessoal e profundo.

Nesta terça-feira, ela anunciou que embarca amanhã (19.08) para a Itália, para disputar sua sexta temporada no Campeonato Italiano e escreveu mais um texto no blog. Leia abaixo os principais trechos:

– Meu visto de trabalho foi finalmente processado e liberado e agora está em minha posse. O que significa que estou a caminho da Itália. Para minha nova casa e time e cidade e companheiros de equipe. Você pensaria que depois de nove anos fazendo isso eu estaria completamente à vontade em deixar minha casa e minha mãe e tudo … mas realmente não ficou mais fácil. Enfatizo o mesmo, me preocupo com o que levar na mala e me sobrecarrego com pensamentos e sentimentos inúteis. A questão é … Eu sei que estou animada para ir e sei que encontrarei muita alegria enquanto estiver lá, mas ainda mantenho esses sentimentos de não querer deixar meus entes queridos ou ter que dizer adeus para esta praia, ou minha casa, ou meu amor – escreveu a jogadora.

– Então aqui estou. Estou deitada na praia em Hermosa … meu último dia inteiro nos EUA. Eu voo para a Itália amanhã … chegou a hora. Eu tenho meu visto de trabalho, estou tudo embalado e estou tentando o meu melhor para absorver este lindo dia na minha frente, o tempo todo sabendo muito bem o quão estressado e quão emocionante esta semana foi fui. Essas partidas … são uma merda. Você pensaria que na décima vez fazendo isso eu faria as malas e planejaria minha viagem e me sentiria à vontade … sem problemas. Vou morar na Itália novamente e jogar vôlei profissional na A1 pela 6ª vez e estar em uma cidade que amo, com pessoas que adoro e que não me mostraram nada além de gentileza e apoio. Mesmo assim, ainda sinto tristeza e um toque de preocupação. Esses pensamentos ruins ainda surgem e me desafiam a lembrar que tenho uma escolha sobre o que pensar e onde concentrar minha energia. Mesmo que eu esteja profundamente triste por sair agora … Eu também sou incrivelmente feliz por ter esta oportunidade. Eu posso voltar para a Itália, minha segunda casa; posso competir em uma das maiores ligas de vôlei do mundo e posso jogar vôlei novamente – completou Lloyd.

– Não tenho certeza de como isso mudará meu blog – espero continuar meu caminho das 11h11 nas terças-feiras. Talvez eu possa escrever mais sobre o vôlei e a vida do atleta profissional, meus companheiros de equipe e a Itália … Não sei ao certo o que está por vir. Mas estou animada com o que vem pela frente. Este verão foi uma experiência e tanto … ao embarcar no próximo capítulo, levo comigo o amor recém-descoberto, a paciência recém-descoberta, as novas conexões e muita autoconsciência recém-descoberta – escreveu.

– Sou grata pelo tempo que passei em casa. com minha família, com Riley. Sou grata pelo crescimento que tivemos. Sou grata pelas pessoas que conheci e pelas conexões que fiz. Eu sou grata por minha saúde. Sou grata por meus entes queridos estarem saudáveis ​​e seguros. Sou grata pela segurança que tenho ao meu redor. Eu sou grata por ter esta oportunidade e capacidade de ir jogar novamente. Sou grata por poder aparecer aqui todas as semanas e compartilhar com vocês … “Ciao por enquanto” – finalizou.

Confira aqui o blog da Carli Lloyd.

View this post on Instagram

One of my most favorite things to do is to read a good book. I love a cozy chair somewhere or going out in nature and sitting down to find myself swimming in another person’s words or stories or advices. I love how a book can challenge my brain and encourage me to learn something new or try something difficult. When I’m reading you can usually find me jotting things down. Any “ahas” that come to me or quotes that really speak to me…I like to note them. Part of the excitement for me when I read comes from this longing to live a truly fulfilled life…and to do that I feel that I need to be a great learner…have an open mind and nourish a space to grow and change. maintain room for improvement. If you’re a reader, I encourage you to check out my blog post today. The link is in my bio. It’s a compilation of all of the books I read in my late twenties to present day and it includes some of my greatest takeaways. We are a sum of all of the moments we live, right? A sum of all of our parts…our families, environments, experiences, books, medias, all of our “stuff” – visible or not. We live our outward lives from a space of having absorbed information and then choosing how to act with it. So I guess I’m here with you today because the more I read and the more I learn, the more I understand that there’s great importance in sharing for the common good…a lot of these books have helped me immensely along my journey. Good reading to you all ? ?

A post shared by carlilloyd3 (@carlilloyd3) on

 

Veja também

Mineiro masculino: divulgados os oito participantes

A Federação Mineira anunciou, nesta terça-feira, os oito participantes do Estadual masculi…