Lazcano
Home Destaques Lazcano no Flu: de pressentimento à realidade
Destaques - Vaivém - 29 de setembro de 2020

Lazcano no Flu: de pressentimento à realidade

Argentina se juntou aos treinamentos na semana passada

Um importante reforço do Fluminense para a temporada 2020/2021 já treina nas Laranjeiras. Julieta Lazcano, capitã da seleção argentina e medalhista de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima, em 2019, chegou ao Rio de Janeiro no fim da semana passada e já trabalha com as novas companheiras.

É a segunda passagem de Lazcano pelo voleibol brasileiro. Foi defendendo o Curitiba, em 2018. E naquele ano a central de 31 anos e 1,90m já imaginava defender o clube.

– Na primeira vez que enfrentei o Fluminense, quando jogava pelo Curitiba, pensei: “Quero jogar aqui. Gostei muito desse clube”. Foi um pressentimento. Depois fui para a Polônia, mas não estava satisfeita lá e queria voltar para o Brasil. Até que em maio fui procurada pelo Fluminense e deu tudo certo – disse a argentina.

Além da vontade de defender o Fluminense, a paixão pelo Rio de Janeiro também pesou na decisão de Lazcano.

– Conheci a cidade quando disputei os Jogos Olímpicos, em 2016, e me apaixonei. As pessoas aqui são muito boas e quando joguei contra o Fluminense em 2018 achei isso também. Amo a cidade, gosto muito do clube e agora, que estou conhecendo melhor, gosto cada vez mais – elogiou a central.

O técnico Hylmer Dias acredita que a experiente atleta, com participação nos Jogos Olímpicos Rio 2016 e nos Jogos Pan-americanos Toronto 2015 e Lima 2019, ajudará muito o jovem time Tricolor na temporada.

– É uma jogadora com muita bagagem, capitã da seleção argentina, acredito que vai contribuir muito com a equipe. Ela tem uma altura boa e ataque muito bem na china – explicou o treinador.

Com vaga garantida nos Jogos de Tóquio, Lazcano destacou a importância da temporada que precede o evento e disse estar pronta para o desafio.

– Depois da temporada na Polônia estava muito cansada. Então, aproveitei esse tempo que fiquei sem jogar pela seleção devido à pandemia para treinar mais devagar, fazer fisioterapia e malhar. Sinto que estou muito bem agora, há quase 10 anos que não tinha tempo para fazer uma boa pré-temporada. Estou muito otimista, sempre sonho grande e quero ganhar tudo que for possível aqui no Fluminense – finalizou.

Veja também

CBV remarca sete dos oito jogos adiados. Veja as datas

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) anunciou, nesta quarta-feira, as novas datas d…