Pedrinho
Home Destaques Pratas da casa, Renan e Pedrinho festejam chance
Destaques - Estaduais - 21 de setembro de 2020

Pratas da casa, Renan e Pedrinho festejam chance

Dupla foi titular do Vôlei Renata no último fim de semana

A vitória sobre o Vôlei UM/Itapetininga, por 3 a 1, foi especial para dois jogadores formados nas categorias de base do Vôlei Renata. As histórias do ponteiro Renan, 22 anos, e do líbero Pedrinho, 20, voltaram a se cruzar na última sexta-feira, quando foram titulares pelo time campineiro.

A trajetória dos jovens dentro do Vôlei Renata, do começo ao fim, é semelhante. Ambos são naturais de Campinas e entraram no projeto com apenas 14 anos, na categoria mirim, e passaram por todas as divisões de base antes de chegarem ao adulto. Renan, dois anos mais velho, contudo, já traçou o caminho que o jovem líbero está iniciando.

– Ver o Pedrinho e o Renan em quadra é uma coisa que nos deixa muito orgulhosos na maneira que conduzimos o projeto. Não é simples trabalhar com jovens e colocá-los em condições de jogar no alto rendimento. Isso mostra bem nossa filosofia de trabalho e que é possível ter uma equipe competitiva e ser um clube formador. É uma honra grande ver o trabalho sendo feito com muita excelência em todas as categorias – diz o embaixador Maurício Lima.

Renan está no processo de formação da equipe campineira desde 2012. Campeão paulista infanto-juvenil (sub-19) pelo projeto em 2016, Renan foi emprestado para jogar a Superliga B para ganhar experiência no mesmo ano. Em 2017, voltou ao projeto direto para compor o elenco adulto, sendo titular durante boa parte da temporada, inclusive em jogos decisivos da Superliga. O ponteiro manteve seu espaço no elenco em 2018/2019, sendo importante na composição da equipe, antes de se transferir para Taubaté. Na partida contra o Vôlei UM, o camisa 7 reestreou pelo Vôlei Renata e se reencontrou com o Taquaral.

Renan
Renan voltou após passagem por Taubaté (Pedro Teixeira/Divulgação)

– Jogando aqui me sinto em casa. Foi onde aprendi tudo que sei no esporte, então me sinto bem em voltar. Conseguimos uma vitória importante, na qual tivemos uma caída no saque, coisa normal para começo de temporada, mas o importante é que tivemos uma constância. Estamos nos preparando e evoluindo cada vez mais – comenta o ponteiro, que contribuiu com onze pontos e 77% de recepção positiva, ou seja, nas mãos do levantador.

Pedrinho começou a se interessar por vôlei por influência da irmã Manoela e passou a frequentar o Taquaral ainda criança assistindo às partidas no Ginásio do Taquaral, como torcedor. A paixão se transferiu para as quadras no Clube Fonte São Paulo, parceiro do Vôlei Renata na formação de novos jogadores, ainda na categoria mirim. O talento foi aparecendo e o líbero subindo de categoria.

Em 2018, ele foi campeão Paulista infanto-juvenil, assim como Renan. Desde então, ele participa dos treinamentos do time adulto. Na temporada 2019/2020 subiu efetivamente para a equipe principal para fazer sombra a Bruno Bello, outro jogador revelado nas categorias de base do Vôlei Renata. Importante no dia-a-dia, ele começou jogando pela primeira vez na sexta-feira, substituindo Bello, liberado pela comissão técnica por conta do falecimento de seu avô, Osmar.

– Foi uma sensação diferente de tudo que eu tinha sentido antes. Uma mistura de nervosismo com felicidade – revela o líbero.

Entre suas inspirações estão Renan e Bello, que fizeram o mesmo caminho e hoje estão ao lado dele no dia-dia do Vôlei Renata.

– Tanto o Renan quanto o Bello estavam presentes quando eu tive a oportunidade de jogar nas categorias de cima na base e agora não foi diferente. Nossa relação sempre foi muito boa, pude aprender muito com os dois, que são excelentes jogadores, como me comportar e encarar esse novo desafio – completa Pedrinho.

O Vôlei Renata voltará às quadras para enfrentar o Sesi-SP, na quarta-feira (23), às 20 horas, no Ginásio do Taquaral, em Campinas, pelo Campeonato Paulista. A partida terá transmissão gratuita pela TVNsports. Até agora, na competição, os campineiros venceram as duas partidas que fizeram.

Veja também

Barueri perde o primeiro set, mas vira e bate o Brasília

O São Paulo/Barueri derrotou o Brasília por 3 sets a 1, de virada – parciais de 23-2…