Melissa Vargas
Home Internacional Sérvia pode ganhar o reforço de Melissa Vargas
Internacional - 24 de setembro de 2020

Sérvia pode ganhar o reforço de Melissa Vargas

A cubana Melissa Vargas já possui o passaporte sérvio

A seleção feminina da Sérvia deverá contar com uma novidade “internacional” de peso no próximo ciclo olímpico. A cubana Melissa Vargas, do Fenerbahce, da Turquia, recebeu o passaporte sérvio e agora terá de cumprir uma quarentena obrigatória para estar apta a defender um novo país em competições da Federação Internacional (FIVB).

De acordo com a mídia sérvia, Melissa Vargas recebeu o passaporte no ano passado. A Federação local espera ter um resposta da FIVB ainda em 2020, para iniciar a contagem obrigatória de dois anos para que ela fique liberada para jogar pela seleção europeia.

É o mesmo prazo, por exemplo, que Leal e Leon precisaram cumprir para defender o Brasil e a Polônia, respectivamente. Se tudo correr bem, a oposto poderia estrear pela Sérvia no fim de 2022, dois anos antes da Olimpíada de Paris.

No Fener, Melissa Vargas é treinada por Zoran Terzic, também comandante da seleção feminina sérvia.

– Todos nós aguardamos uma resposta da FIVB. Melissa está aqui comigo no Fenerbahce. Nada mudou desde que ela recebeu o passaporte, mas é importante que a Federação Sérvia tenha enviado o pedido para a FIVB. Esperamos uma resposta positiva – disse Terzic, em entrevista ao site SportKlub.

Melissa Vargas tem 1,94m e completará 21 anos no próximo mês de outubro. Ela surgiu como fenômeno aos 14 anos, quando deixou Cuba e foi jogar no Prostejov, da República Tcheca. Passou pelo Volero Zurich antes de chegar ao Fenerbahce, em 2018.

Atualmente a Sérvia já conta com uma das melhores jogadoras da atualidade na saída de rede: Tijana Boskovic. Com uma concorrência deste nível, Melissa Vargas poderá ser fixada como ponteira por Terzic.

Veja também

Minas derrota o Sesi SP e volta para o G4

O Minas derrotou o Sesi SP por 3 sets a 0 – parciais de 25-23, 25-21, 25-18 – …