Carísio
Home Super Vôlei Carísio e Rogerinho falam da aposta no projeto de Itapê
Super Vôlei - 14 de outubro de 2020

Carísio e Rogerinho falam da aposta no projeto de Itapê

Levantador e líbero são destaques do Vôlei UM Itapetininga

Na temporada 2019/2020, o líbero Rogerinho e o levantador Carísio faziam parte do elenco do EMS/Taubaté. Talentos da nova geração do vôlei brasileiro, com convocações recentes para a Seleção, eles se mudaram para o Vôlei UM/Itapetininga, em busca de mais tempo em quadra.

Além de mais oportunidades, outro fator que levou o líbero Rogerinho a aceitar o convite de Itapetininga foi a possibilidade de voltar a trabalhar com o técnico Pedro Uehara, o Peu.

– Acredito que será uma grande chance na minha carreira para crescer mostrando serviço e liderança. Nossa equipe é muito jovem. Eu sou um dos mais experientes mesmo com 25 anos e acho que esse papel de liderança vai ser bom para mim. Trabalhar com o Peu foi outro fator que pesou muito na escolha. Já tive a experiência de trabalhar com ele na seleção e gostei bastante. Vou trabalhar forte para agregar o máximo possível com todo o grupo – disse Rogerinho, que ainda destacou o apoio da cidade ao projeto do Vôlei UM Itapetininga.

– Itapetininga abraçou o time e isso é nítido. É muito bacana o carinho que os torcedores têm com os jogadores – afirmou Rogerinho.

Rogerinho
Rogerinho comemora (Juliana Kageyama)

O levantador Carísio, de 24 anos, também mostra muita motivação com possibilidade de trabalhar com o treinador Peu.

– Quando recebi o convite para vir fiquei bastante animado porque fazia um tempo que admirava o trabalho do Peu. Eu também buscava a oportunidade de jogar de titular efetivamente. Com a pandemia, o mercado sofreu bastante, mas fui feliz de estar no Vôlei UM Itapetininga. Foram alguns anos na reserva e aprendi bastante com levantadores experientes e de referência. Sinto que me preparei muito bem para jogar e quero me descobrir cada vez mais dentro da quadra – explicou Carísio, que está muito confiante em um bom desempenho no grupo de Itapetininga.

No próximo dia 2, eles estarão em quadra, na Arena Minas, em Belo Horizonte, pelo Super Vôlei. Em busca de vaga na semifinal, um duelo pra lá de complicado contra o Sada Cruzeiro.

– Nosso time tem um grande potencial físico, muita garra por ser uma equipe tão jovem e cada um buscando seu espaço no mercado. Acredito que com o tempo vamos nos entrosando, e entendendo cada vez mais o que o Peu tem para nos passar e fazer uma Superliga atingindo nossa expectativa – apostou Carísio.

 

Veja também

Carla reencontra Minas após última e rápida passagem

Carla era uma das caras novas do Itambé/Minas para a temporada 2020/2021. Um retorno para …