Luizomar
Home Entrevista Em Saquarema, Luizomar lembra mundiais com a base da Seleção
Entrevista - 30 de outubro de 2020

Em Saquarema, Luizomar lembra mundiais com a base da Seleção

O Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV) foi inaugurado dia 25 de agosto de 2003. Passados 17 anos, o complexo esportivo da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), instalado no Rio de Janeiro, segue recebendo as seleções brasileiras para treinamento. Em 2020, abriu as portas para oito equipes femininas disputarem o Troféu Super Vôlei. Nesta quinta-feira (29), no último treino antes da estreia no torneio, três jogadoras do Osasco São Cristóvão Saúde relembraram os dias passados em Saquarema, sob o comando do técnico Luizomar, nas campanhas dos títulos mundiais infanto-juvenil e juvenil, nos anos de 2005, 2007 e 2009.

O papo no melhor estilo #TBT começou com Camila Brait, Tandara e Camila Paracatu na quadra. E como quinta-feira é dia de postar fotos com boas memórias no Instagram, o trio convocou Luizomar para posar com elas diante das câmeras dos celulares. O treinador, entre surpreso e feliz com a recordação, comentou.

– Muito bacana a lembrança das meninas. Aquela foi uma época de muitos sonhos, quando elas chegavam aqui em Saquarema após serem avaliadas em campeonatos brasileiros e sempre disse que se fizessem um bom trabalho, iriam estampar as paredes aqui no Centro de Treinamento da CBV – disse o treinador, citando os quadros espalhados pelo complexo esportivo, com imagens dos atletas e equipes que defenderam o Brasil.

– É muito bom relembrar os momentos vividos pela primeira geração de Saquarema e que trouxe grandes conquistas. E o Luizomar não podia ficar fora da foto. Ele me conhece desde novinha. Fez e faz parte da minha história como atleta e hoje estar aqui, com a camisa do Osasco São Cristóvão Saúde, ao lado dele, é muito bom. Passa um filme na cabeça dos quatro anos vitoriosos na base da seleção e eu só tenho a agradecer ao trabalho do Luiz – contou Tandara, que jogou na base do Brasil sob o comando o treinador osasquense entre 2004 e 2007.

Camila Brait também ‘abriu o baú’ de boas memórias.

– A época na base aqui em Saquarema foi muito importante para mim. Além de estar na seleção, tive a oportunidade de conviver com ídolos como a Fabizinha e o Serginho, dois dos maiores líberos do mundo. A oportunidade que o Luizomar me deu mudou totalmente a minha carreira e serei eternamente grata por ele sempre ter acredito em mim. Aliás, ele acredita mais que eu mesma. O luiz é um grande formador, gosta de ensinar e tem paciência com as meninas mais novas. E esse momento aqui, ao lado dele, sendo que todas nós temos uma carreira no vôlei de alto nível, não tem preço – comentou.

Pelas seleções de base do Brasil, Luizomar é tricampeão mundial. Um recorde, pois, até hoje, é o único treinador campeão do mundo em todas as categorias. Ganhou os títulos do Mundial Infanto Juvenil, de 2005, na China; do Mundial Juvenil, de 2007, na Tailândia; do Mundial Infanto-Juvenil, em 2009, também na Tailândia. Na categoria adulta, venceu o Mundial de Clubes, em 2012, no Qatar, com Osasco. Também foi hexacampeonato sul-americano pelas seleções de base (2004, 2006, 2008, 2010, 2012, 2014).

Dono de uma ótima memória, o treinador recorda do início da carreira de suas atletas.

– Vi a Tandara pela primeira vez em Guaratuba, em um Campeonato Brasileiro de Seleções. E quando ela atacou e ouvi o barulho da batida na bola, soube que teria um grande talento nas mãos. O mesmo ocorreu com a Camila Brait, a Camila Paracatu e outras tantas que tive o privilégio de orientar no início de carreira. Todas atletas de grande potencial. E é uma satisfação enorme, uma alegria imensa, voltar a Saquarema a ver que agora são todas mulheres, algumas já mamães, de sucesso no esporte – completa o técnico do Osasco São Cristóvão Saúde.

Veja também

Itambé Minas não dá chances ao Barueri e vence por 3 a 0

Cinco rodadas, três troféus Viva Vôlei. Mais uma vez, a central Thaisa foi eleita pelos in…