Leila
Home Destaques Leila discorda de advertência para Carol Solberg
Destaques - Fora de Quadra - Praia - 15 de outubro de 2020

Leila discorda de advertência para Carol Solberg

Senadora comparou caso de Carol com o da dupla Wallace/Maurício Souza

Em entrevista ao site Congresso em Foco, a senadora Leila Barros (PSB-DF) criticou a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva da CBV de advertir Carol Solberg pelo fato de ter gritado “Fora, Bolsonaro”, ao fim de uma entrevista após a disputa do terceiro lugar na etapa de Saquarema do Circuito Brasileiro de vôlei de praia, no último dia 20 de setembro.

No julgamento, na última terça-feira, o STJD transformou uma multa de R$ 1 mil em advertência para a jogadora e deixou claro que novas manifestações políticas semelhantes terão punição mais severa.

– Não concordo com a punição, mesmo que tenha sido revertida para uma advertência. O país inteiro assistiu a atletas do vôlei fazendo campanha para o mesmo governo que foi criticado pela Carol Solberg – disse Leila, lembrando do acontecido em 2018, quando Wallace e Maurício Souza, durante o Campeonato Mundial, fizeram o número 17 em fotos em alusão do então candidato Jair Bolsonaro, que não teve qualquer punição após a manifestação política.

Leila disse ainda acreditar “estar na hora de o esporte brasileiro se aprofundar sobre este tema e debater um mecanismo que estabeleça um equilíbrio”.

Ex-jogadora da Seleção de vôlei, Leila é casada com Emanuel, campeão olímpico de vôlei de praia e presidente da Comissão de Atletas da modalidade na CBV. Logo após a atitude de Carol, a comissão divulgou uma nota oficial criticando a atitude de Carol.

 

Veja também

Craques do vôlei lamentam possível fim do Ibirapuera

Destaques do vôlei brasileiro usaram as redes sociais, nesta terça-feira, para protestar e…