Pacheco
Home Super Vôlei Pacheco prevê temporada difícil no jovem Ribeirão
Super Vôlei - 16 de outubro de 2020

Pacheco prevê temporada difícil no jovem Ribeirão

Técnico segue na equipe do interior paulista, que passou por reformulação

Com um dos currículos mais vitoriosos do voleibol brasileiro, o treinador Marcos Pacheco comandará o Pacaembu Ribeirão pela quarta temporada consecutiva. Nesse novo ciclo, o técnico tem nas mãos um elenco jovem e em busca de oportunidades no cenário do voleibol brasileiro. Ciente do desafio que tem pela frente, Pacheco espera uma boa participação do time do interior de São Paulo no Troféu Super Vôlei, que será realizado entre os dias 21 e 24 de outubro, na Arena Minas, em Belo Horizonte.

O treinador Marcos Pacheco, heptacampeão da Superliga Banco do Brasil – três vezes como técnico e quatro como assistente -, comentou sobre o momento atual do time de Ribeirão Preto (SP).

– O Pacaembu Ribeirão teve que se adaptar no dia a dia. Tivemos algumas dificuldades para iniciar com todo um contexto de saúde e, assim, termos segurança no início do nosso treinamento. Conseguimos voltar no dia cinco de outubro. Foi pouquíssimo tempo e semana que vem já tem jogo no Troféu Super Vôlei contra o EMS Taubaté que é uma equipe muito forte, talvez uma das duas grandes potências do voleibol brasileiro ao lado do Sada Cruzeiro (MG). Serão 15 dias para nos prepararmos e o objetivo é que o time consiga já fazer um bom jogo, sendo uma equipe estruturada, com cada um sabendo suas características e funções dentro da equipe – afirmou Pacheco.

O técnico ainda fez uma análise das mudanças no elenco e da oportunidade criada para novos talentos.

– Ficaram poucos jogadores do ano passado. Temos atletas jovens que estão tendo a primeira oportunidade. Dentro da dificuldade para alguns, surge a oportunidade para outros. Para eles certamente surgiu uma baita oportunidade de participarem de uma competição como a Superliga Banco do Brasil. É uma chance para aparecerem e se firmarem no cenário do voleibol. Temos uma parceria com o Sada Cruzeiro que viabilizou a vinda de sete garotos e maioria dos nossos atletas são jovens. Será uma temporada difícil, mas bacana ao mesmo tempo – disse Pacheco.

Veja também

Adenízia fala sobre transição da base para o profissional

Uma semana depois de a ex-levantadora Fernandinha ter participado de um papo com as jovens…