Home Super Vôlei Praia bate o valente Curitiba e avança à semifinal
Super Vôlei - 29 de outubro de 2020

Praia bate o valente Curitiba e avança à semifinal

Deu praia. Mas não foi fácil. Num dos jogos mais disputados da temporada, com belos ralis e lindas defesas, o Dentil Praia Clube literalmente teve de suar muito a camisa para derrotar o bravo time do Curitiba Vôlei na noite desta quinta-feira, por 3 sets a 1 – parciais de 25-20, 22-25, 25-23, 25-15 -, em Saquarema, pelas quartas de final do torneio Super Vôlei.

O Centro de Desenvolvimento do Voleibol (CDV) fica em frente à praia e, por conta disso, a umidade do ar é alta. Logo nos primeiros pontos, as jogadoras já estavam suando bastante, deixando a quadra molhada o tempo todo. Em pelo menos três ocasiões, as atletas escorregaram, preocupando as companheiras e as comissões técnicas.

A ponteira Fernanda Garay foi eleita a melhor em quadra e ficou com o Troféu Viva Vôlei. O adversário do Praia na semifinal sairá do confronto entre Sesi Bauru e Osasco São Cristóvão, que jogam daqui a pouco, às 21h30, com SporTV. O Curitiba foi escalado com amor, trabalho, Fé e outros. Entenda aqui.

O Praia teve mais trabalho do que imaginava, mas muito em mérito do Curitiba. O time do Triângulo tem, ao menos no papel, o melhor elenco – entre titulares e reservas – dos times femininos brasileiros. Isso é fato. Mas, de vez em quando, sofre uns apagões inexplicáveis. Foi assim no segundo set, quando o ataque – segundo ponto mais forte do time, atrás apenas do bloqueio – não conseguia botar a bola no chão, diante de um sistema defensivo muito bem montado pela equipe do Paraná.

Martinez bloqueia (Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Para o torcedor mineiro, a quinta-feira foi de outra boa notícia, além da vitória e a vaga na semifinal. Fernanda Garay voltou muito bem, forte no ataque e bem no passe, depois de ter ficado fora do Campeonato Mineiro, recuperando-se do COVID-19.

A holandesa Anne Buijs alternou bons e maus momentos – principalmente no passe -, mas no quarto set foi efetiva no ataque. A partir do segundo set Paulo Coco sacou a central Walewska e colocou a dominicana Jineiry em quadra. A irmã mais nova das Martinez fez uma boa partida no ataque e no bloqueio e ainda surpreendeu com ótimas defesas.

Brayelin cometeu alguns erros de ataque, mas quando entra no jogo de verdade – como no quarto set – é sempre decisiva e muito potente. Bate por cima do bloqueio e bloqueia muito bem. A rede dela com Carol é um terror para os ataques rivais.

A partir do segundo set, o Curitiba foi um time valente, com um fundo de quadra incansável. Deu trabalho e vai dar trabalho na Superliga. Vencia o terceiro set por 5 pontos de vantagem (15 a 10), mas numa boa sequência de saque de Fernanda Garay viu a vantagem cair para apenas um ponto. Chegou a abrir dois pontos no final do set, mas novamente sucumbiu e novamente na passagem por Garay pelo serviço e perdeu o set por 25 a 23.

Praia
Lays comemora ( Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Destaque para as atuações da levantadora Bruninha, a líbero Ju Perdigão e a central Lays, muito regulares. Mas, de modo geral, todo o time titular foi muito constante. As jovens ponteiras Pietra e Milena também se viraram bem, enfrentando o pesado bloqueio da equipe do Triângulo.

Depois de tomar a virada no terceiro set, o time paranaense caiu de produção. E o Praia, depois do susto, voltou mais agressivo, sacando bem, defendendo e fazendo valer sua força ofensiva no ataque e no boqueio. Abriu logo 10 a 4, manteve a boa vantagem e fechou a quarta parcial por 25 a 14, ganhando o jogo por 3 sets a 1. Paulo Coco aproveitou a facilidade no quarto set para descansar Fernanda Garay e colocar o banco para jogar.

DENTIL PRAIA CLUBE: Claudinha, Martinez, Anne Buijs, Fê Garay, Carol, Walewska e Suellen (líbero). Entraram: Jineiry, Michele, Monique, Lyara, Laís, Angélica e Mari Paraíba. Técnico: Paulo Coco.

CURITIBA VÔLEI: Bruninha, Ivna, Milena, Pietra, Valeskinha, Lays e Ju Perdigão (líbero). Entrou: Iza. Técnico: Pedro Casteli, o Moska.

TABELA DO SUPER VÔLEI

QUARTAS DE FINAL

Sesc RJ Flamengo (RJ) (2º) 3 x 1 Fluminense (RJ) (7º) (25-14, 25-15, 22-25 e 25-15) – Jogo 1

Itambé/Minas (MG) (3º) 3 x 1 São Paulo/Barueri (SP) (6º) (25-17, 22-25, 25-22, 25-20) Jogo 2

Dentil/Praia Clube (MG) (1º) x Curitiba Vôlei (8º) (25-20, 22-25, 25-23, 25-15) – Jogo 3

29.10 (QUINTA-FEIRA) – Sesi Vôlei Bauru (4º) x Osasco São Cristóvão Saúde (SP) (5º), às 21h30, no CDV, em Saquarema (RJ) – SporTV – Jogo 4

SEMIFINAIS

30.10 (SEXTA-FEIRA) – Sesc RJ/Flamengo x Itambé/Minas às 16h30, no CDV, em Saquarema (RJ) – SporTV – Jogo 5

30.10 (SEXTA-FEIRA) – Vencedor do jogo 3 x Vencedor do jogo 4, às 19h, no CDV, em Saquarema (RJ) – SporTV – Jogo 6

FINAL

31.10 (SÁBADO) – Vencedor do jogo 5 x Vencedor do jogo 6, às 21h30, no CDV, em Saquarema (RJ) – SPORTV

Veja também

Itambé Minas não dá chances ao Barueri e vence por 3 a 0

Cinco rodadas, três troféus Viva Vôlei. Mais uma vez, a central Thaisa foi eleita pelos in…