Carol Solberg
Home Destaques Presidente da OAB fala em “evitar violência” contra Carol Solberg
Destaques - Praia - 2 de outubro de 2020

Presidente da OAB fala em “evitar violência” contra Carol Solberg

Felipe Santa Cruz defenderá a atleta no julgamento de terça-feira

Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz defenderá Carol Solberg no Superior Tribunal de Justiça Desportiva do vôlei, na próxima terça-feira, a partir das 18h. A atleta foi denunciada após gritar “Fora, Bolsonaro!” durante uma entrevista ao SporTV ao fim da disputa da medalha de bronze da primeira etapa do Circuito Brasileiro de vôlei de praia, no último dia 20.

Caso pegue pena máxima nas duas denúncias recebidas (deixar de cumprir o regulamento da competição e assumir conduta contrária à disciplina ou ética desportiva), Carol pode ser suspensa por seis jogos, além de pagar uma multa de até 100 mil reais. Em entrevista à Folha de S. Paulo, Santa Cruz vê a denúncia ferindo a liberdade de expressão.

– Minha preocupação neste caso é evitar a violência contra uma jovem atleta. Em um ano tão difícil, é algo muito danoso ter que pagar multa e perder o direito de exercer a sua atividade. A Carol expressou a sua opinião, não atacou e feriu ninguém, nem a CBV e muito menos a imagem dos seus patrocinadores – comentou Santa Cruz.

Segundo a Folha, o advogado convidou Leonardo Andreotti, especialista em direito desportivo, para auxiliá-lo na defesa. Para Santa Cruz, a opinião de Carol não é passível de punição:

– Ao longo do dia, a Carol deu várias entrevistas elogiando o torneio e o retorno da competição, cumprindo com as normas sanitárias. Agora ela apenas declarou uma opinião, uma crítica que é pertinente para milhões de brasileiros. Não é justo puni-la.

Veja também

Taubaté vence mais uma e segue líder invicto

O EMS Taubaté Funvic segue imbatível na Superliga Masculina Banco do Brasil 2020/21. Na no…