Flamengo
Home Super Vôlei Sesc RJ Flamengo repete Carioca e bate o Flu
Super Vôlei - 28 de outubro de 2020

Sesc RJ Flamengo repete Carioca e bate o Flu

Numa repetição do Campeonato Carioca, o Sesc RJ Flamengo  levou a melhor sobre o Fluminense, agora pelo Super Vôlei. No Centro de Desenvolvimento da CBV, em Saquarema, vitória na noite desta quarta-feira por 3 sets a 1, parciais de 25-14, 25-15, 22-25 e 25-15.

O time de Bernardinho aguarda agora na semifinal pelo vencedor de Itambé/Minas e São Paulo/Barueri, que encerram a rodada nesta noite.

Em comparação com time campeão estadual, o Sesc RJ Flamengo contou com duas novidades na formação titular: a estreia da líbero Camila Gomez, no lugar da improvisada Drussyla, e Milka no meio de rede, substituindo Roberta. No mais, Bernardinho manteve  jovem Ana Cristina, de 16 anos, fazendo dupla com Amanda na ponta.

Por falar na colombiana, ela teve uma atuação segura na estreia, levando em consideração o pouco tempo de treinamento com o restante do grupo após a quarentena obrigatória e a adaptação após deixar o vôlei universitário americano.

Flamengo
Fabíola no levantamento (Wander Roberto/Inovafoto)

Pelo Fluminense, Hylmer Dias segue sem contar com Fernanda Tomé e Dayse, duas das principais contratações da temporada. Sem elas, o time ficou com muita dificuldade na virada de bola. O ataque foi presa fácil do bloqueio rubro-negro nas extremidades.  Tanto que logo no início das duas primeiras parciais a diferença no placar já era bem grande e foi só aumentando.

No terceiro set, Bernardinho utilizou Drussyla no lugar de Ana Cristina e ela oscilou no passe em alguns momentos. O Flu, com mais volume de jogo, passou a aproveitar melhor os contra-ataques, fazendo o placar ficar equilibrado. O Sesc RJ Flamengo chegou a abrir três pontos e parecia encaminhar o triunfo em sets diretos, com Lorenne em destaque na virada de bola. Mas o valente time tricolor reagiu, cortou a diferença com falhas do rival na recepção e alguns erros no ataque. Virou e forçou a quarta parcial.

Com outra atitude, o Fla não deu chances para o arquirrival flertar com um tie-break. Abriu de cara seis pontos de frente, com o bloqueio fazendo a diferença mais uma vez, e teve tranquilidade para finalizar o clássico em 3 a 1.

Lorenne foi eleita a melhor em quadra e faturou o VivaVôlei.

 

Veja também

Brasília volta a jogar na Superliga após covid

A oitava rodada do turno da Superliga Banco do Brasil feminina começa nesta sexta-feira co…