Alekno
Home Internacional Com Alekno, Irã tenta se firmar na elite mundial
Internacional - 25 de novembro de 2020

Com Alekno, Irã tenta se firmar na elite mundial

Após meses de sondagens mundo afora, a Federação Iraniana de Vôlei confirmou, na segunda-feira, o russo Vladimir Alekno como treinador da seleção masculina do país. O contrato foi assinado até o fim dos Jogos Olímpicos de Tóquio, no próximo ano.

Classificado para a principal competição mundial, o Irã procurou um leque de treinadores durante a pandemia para substituir Igor Kolakovic. Na lista, o brasileiro Bernardinho, o argentino Daniel Castellani, o italiano Ferdinando Di Giorgi, entre outros. A intenção era acertar com um técnico top em busca de uma medalha olímpica. No fim, o acordo com Alekno contempla a larga experiência neste tipo de competição.

Ele comandou a seleção masculina na conquista do ouro em Londres-2012, ao vencer de virada o Brasil na decisão. Quatro anos antes, em Pequim, ele ficou com o bronze. Já na Rio-2016, a Rússia de Alekno ficou em quarto lugar.

Segundo a Federação Iraniana, ele já inicia o trabalho neste mês, com observação de atletas na liga local e em time internacionais, já de olho na participação da Liga das Nações, competição prévia aos Jogos Olímpicos.

– Alekno vai estudar o Campeonato Iraniano e as ligas estrangeiras para definir o elenco final para o VNL e para os Jogos Olímpicos – disse Davarzani, presidente da entidade.

Vladimir Alekno terá o italiano Tomaso Totolo como assistente. O restante comissão será formada por iranianos.

Em 2019, o Irã disputou as finais da Liga das Nações, terminando em quinto lugar, além de uma oitava colocação na Copa do Mundo e o título do Campeonato Asiático. Na Rio-2016, o time chegou às quartas de final, repetindo a campanha de Londres-2012.

Veja também

Gabi e Tainara no radar do Conegliano?

Duas ponteiras brasileiras ganharam força nos bastidores do Conegliano para a temporada 20…