Darlan
Home Destaques Darlan e Alan duelam pela 1ª vez como profissionais
Destaques - Superliga - 27 de novembro de 2020

Darlan e Alan duelam pela 1ª vez como profissionais

Irmãos estarão em lados opostos neste sábado, na Vila Leopoldina

Em lados opostos na temporada 2020/2021 e atuando na mesma posição, os irmãos Darlan e Alan se encontram neste sábado, pela primeira vez. Sesi-SP e Sada Cruzeiro se enfrentam às 21h30, no ginásio da Vila Leopoldina, pela sétima rodada da Superliga 2020/2021, com transmissão pelo SporTV2.

– A gente só se enfrentou nos treinos do Sesi-SP no ano passado, em partida oficial ainda não, vai ser a primeira vez. Estou animado e espero que seja bonito de se ver os dois irmãos jogando um de cada lado – comentou Darlan Souza, que na temporada passada jogou ao lado do irmão pela equipe paulista.

Aos 18 anos e disputando sua primeira Superliga como titular, o jovem Darlan tem figurado na briga entre os maiores pontuadores da competição. Atualmente Darlan aparece na quarta posição com 81 pontos. Em quinto, com 80, aparece justamente Alan. O líder é Renan Buiatti, do Vôlei UM/Itapetininga, com 114.

– Não me importo muito em querer ser o maior pontuador, eu só penso em jogar quando estou ali na quadra. Eu sinto que é consequência do trabalho. Para mim é algo novo porque nunca pensei em estar entre os maiores pontuadores na minha primeira Superliga como titular. Amanhã sabemos que não será fácil, mas temos tudo para desenvolver um bom papel dentro de quadra, assim como fizemos em outros confrontos – explicou Darlan.

Aos 26 anos e vindo da melhor temporada da carreira, Alan acredita que a torcida da família vai pender para o lado do caçula.

– Estou muito feliz e ansioso, quero que chegue logo para ver como vai ser. A gente é muito competitivo e isso nos dá uma motivação maior, até essa brincadeira de disputar para ser maior pontuador. Mas tudo fica em segundo plano, pois o que importa mesmo é a vitória da nossa equipe. A nossa família fica muito feliz em saber que têm dois filhos jogadores profissionais se destacando no cenário nacional, certamente o jogo será especial para eles. Ainda mais por ser aniversário da minha mãe justamente no sábado, 28! Eu acho que eles vão acabar torcendo pelo Darlan, que é mais novo, pois já estão acostumados a me ver jogando e vão acabar pendendo para o lado do caçula, mas acho que eles jamais assumirão isso – brincou o oposto cruzeirense, que buscará a vitória de presente para a mãe, Cida.

Veja também

Minas supera o Pinheiros e está na semifinal

O Itambé Minas está na semifinal da Copa Brasil Feminina 2021. O time mineiro derrotou o P…