Milka
Home Superliga Milka já vê Sesc RJ Flamengo com “mais ritmo”
Superliga - 9 de novembro de 2020

Milka já vê Sesc RJ Flamengo com “mais ritmo”

Time carioca estreia diante do Brasília na Superliga

A Superliga feminina começará para o Sesc RJ Flamengo nesta terça-feira, quando a equipe comandada pelo técnico Bernardinho, a maior vencedora da história da competição, com 12 títulos, terá pela frente o Brasília. O confronto será realizado no ginásio Hélio Maurício, na Gávea, às 21h30, com transmissão do canal SporTV 2.

Depois da conquista do Carioca e dos vices no Super Vôlei e na Supercopa, o Rubro-Negro vê a uma evolução esperanda estar mais lenta, impactada pela série de lesões no elenco. Contra o Praia, na última sexta-feira, o time não teve Camila Gomez e Ana Cristina em quadra, além de Natinha e Ariele.

– Ajuste de bloqueio, de defesa, de comunicação… Tudo isso melhorou muito do nosso primeiro jogo na temporada para agora. Por mais que viéssemos treinando bem, forte, é tudo diferente num jogo. Depois de disputar essas três competições, chegamos com mais ritmo. Enfrentamos grandes equipes e conseguimos, mesmo com todos os problemas, ir crescendo, melhorando – analisou Milka, que ficou dois meses afastadas das quadras no início da temporada em virtude de uma fratura na mão direita.

Sobre o confronto desta terça, diante do Brasília, a expectativa é abusar da superação:

– Nossa expectativa para este jogo é conseguir mostrar que seguimos crescendo. Queremos começar bem a Superliga, nosso foco principal na temporada. E o que pode fazer a diferença a nosso favor é a união do grupo. Isso tem sido o diferencial no dia a dia e conta muito em momentos de estreia, de dificuldade. Certo é que estaremos sempre uma apoiando a outra – finalizou Milka, que lamentou a ausência da torcida por conta da pandemia:

– Por mais que não tenha presença de público nas arquibancadas, temos sentido bastante o apoio dos fãs nas redes sociais. Digo por mim mesmo. Tenho recebido muitas mensagens de apoio, de carinho, de incentivo. Dá para perceber que a torcida está junta o tempo inteiro. Acompanhando mesmo, assistindo e torcendo pela gente.

Veja também

Caramuru derrota o América e entra no G8

O Caramuru derrotou o América Montes Claros por 3 sets a 1 – parciais de 25-23, 25-1…