Maradona
Home Destaques Vôlei argentino também se despede de Maradona
Destaques - Internacional - 25 de novembro de 2020

Vôlei argentino também se despede de Maradona

Craque argentino morreu nesta quarta-feira, aos 60 anos

Aos 60 anos, Diego Maradona morreu nesta quarta-feira, após uma parada cardiorespiratória, em casa, em Tigre, região metropolitana de Buenos Aires. Maior ícone do esporte argentino, ele deixou órfãos também no vôlei. Técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez relembrou de um encontro com o craque, em um Jogos das Estrelas do voleibol local, que contou com a presença ilustre nas arquibancadas.

– Estive com ele em um jogo das estrelas da Liga Argentina. Era uma pessoa alegre, aconchegante, amável e simpática. Temos que lembrar somente as coisas boas que ele fez, um cara que brigou contra as injustiças, sempre quis um país e uma seleção mais forte e melhor – comentou Mendez, ao jornal O Tempo.

A Federação Argentina de Vôlei publicou uma vídeo sobre o evento. Maradona mostra sua habilidade ao fazer levantamentos perfeitos com a cabeça e com os pés. Veja abaixo:

Técnico do EMS/Taubaté, Javier Weber também esteve naquele encontro com Maradona.

– É um dia muito triste para todos nós, argentinos. Maradona era nosso embaixador esportivo em qualquer lugar do mundo. Era da minha geração. Cara, eu comecei a curtir todo o seu futebol desde muito pequeno. Todas as alegrias esportivas de todos esses anos foram graças a ele. O conheci bastante. Ele ajudou muito o nosso esporte quando eu era capitão da seleção argentina, em 95, 96. Esteve numa partida das estrelas, jogou vôlei conosco. Tenho uma lembrança muito forte. Um dia triste pois ele foi foi o melhor e mais reconhecido da Argentina em todos os esportes. Nosso ídolo máximo. Hoje estamos de luto. Ele era uma excelente pessoa, queria o bem da Argentina como ninguém. Matava pela camisa da seleção, por nosso país, um cara que sempre colocou a nossa bandeira acima de tudo – comentou Weber ao Web Vôlei.

Torcedor do River Plate, Mendez vê Maradona, ídolo máximo do Boca Juniors, transcender qualquer paixão clubística.

– Ele marcou uma geração de pessoas, que viam cada jogo seu como uma luta contra as adversidades e opressão. Ele representou uma geração que queria uma Argentina mais igual, sempre acreditou em um país melhor.

Comandante do Vôlei Renata, Horácio Dileo postou uma mensagem de despedida e agradecimento para Maradona em seu Instagram: “Tchau, D10S! Obrigado eternamente!”.

Um resumo do sentimento dos argentinos por Diego Armando Maradona.

 

 

 

 

Veja também

Sada Cruzeiro supera o Fiat Minas e segue líder

O Sada Cruzeiro derrotou o Fiat Minas por 3 sets a 0 – parciais de 26-24, 25-18, 25-…