Yael
Home Superliga Yael se divide entre maternidade e o Pinheiros
Superliga - 8 de novembro de 2020

Yael se divide entre maternidade e o Pinheiros

Nesta segunda-feira começa a Superliga feminina 2020/2021. Pelo Pinheiros, adversário do Sesi Bauru, às 21h30, no Ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo, a levantadora argentina Yael Castiglione, de 35 anos, tem o desafio de conciliar a maternidade com o esporte em alto rendimento.

Atleta olímpica em 2016, ela deu à luz os gêmeos Emma e Tiago, dois anos atrás. O pai das crianças, marido de Yael, é o seu empresário: o ex-jogador de vôlei Marcus Eloe.

– Ter uma família e continuar sendo jogadora profissional, na minha opinião, não é nada fácil. A minha prioridade número um passou a ser a minha família e, aos poucos, vou descobrindo que não é compatível. Graças ao Marcus, posso fazer tudo o que preciso. Ele é tudo para mim e para as crianças – disse a levantadora.

Yael
Yael com a família (Divulgação)

Contratada pelo Pinheiros no primeiro semestre, Yael já atuou em outras equipes brasileiras. No exterior, passou por países como Polônia, Áustria, Romênia e Suíça. Ela admite que a temporada 2020/2021 tem sido desafiadora.

– A preparação para essa temporada foi bem diferente. O fato de estar em quarentena por tantos meses e de não ter tido a facilidade para treinar foi uma situação muito desafiadora para todos, tanto para as atletas quanto para a comissão técnica. Começamos com treinos online durante um mês e meio e, aos poucos, e muito devagar, de forma presencial quando a cidade de São Paulo foi liberando áreas e atividades – comentou.

– Agora, depois de terem passado três meses, começa um novo desafio. A Superliga está começando, e temos um objetivo muito importante pela frente, que tenho certeza que iremos atingir, trabalhando em equipe e muito focadas até o final – concluiu.

Veja também

Taubaté vence mais uma e segue líder invicto

O EMS Taubaté Funvic segue imbatível na Superliga Masculina Banco do Brasil 2020/21. Na no…