Lorenne
Home Superliga Amanda, Lorenne e Valquíria de volta ao Sesc RJ Flamengo
Superliga - 7 de dezembro de 2020

Amanda, Lorenne e Valquíria de volta ao Sesc RJ Flamengo

O Sesc RJ Flamengo vai, aos poucos, retomando sua rotina normal. Depois de sofrer com muitas lesões e com casos de covid-19 no elenco, o time carioca contará com o retorno de jogadoras importantes para o confronto desta terça-feira, diante do São Paulo/Barueri, às 21h30, em Saquarema (RJ).

Última jogadora a receber alta do período de quarentena, estabelecido pelo protocolo da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) para atletas que testarem positivo com coronavírus, a meio de rede Valquíria não vê a hora de ajudar suas companheiras em quadra. E essa vontade, não só dela, se transformou em bons treinos nos últimos dias.

– Fizemos bons treinos nos últimos dias. Até comentei com as meninas que pela primeira vez treinamos com todas em condição de jogo. E foram treinos fortes. Por isso, acho que estamos preparadas para este jogo. Será muito difícil, até pelo fato do Barueri estar com maior ritmo de jogo e por nós termos passado por tudo o que passamos, com lesões e casos de covid. Mas estaremos preparadas para encarar elas – disse Valquiria.

Além de Valquíria, o Sesc RJ Flamengo terá a ponteira e capitã Amanda e a oposto Lorenne novamente relacionadas. Ambas ficam à disposição do técnico Bernardinho para o confronto.

Sobre sua experiência com a covid, a central tranquilizou os torcedores. Sem sofrer com nenhum sintoma, ela perdeu 10 dias de trabalho, mas espera compensar com a empolgação característica.

– Estou super bem, me sentindo ótima. Fiquei assintomática, não tive os efeitos terríveis da COVID, mas ficar parada fez com que eu perdesse um pouco o ritmo. De qualquer forma, estou bem de saúde e com uma expectativa muito grande para voltar a jogar, ansiosa para estar logo em quadra – afirmou a meio de rede, elencando os principais cuidados que ela e suas companheiras precisarão ter diante do São Paulo/Barueri.

– Elas formam uma equipe jovem, que gosta de jogar acelerado. Essa juventude faz com que elas venham muito na empolgação também. Não podemos deixar que isso tome conta do jogo. Será preciso sacar bem e conseguir impor o nosso ritmo. Precisamos também buscar minimizar os erros ao máximo e, assim, começar a construir de novo nosso padrão de jogo – finalizou.

Veja também

Covid: técnico do Vedacit Guarulhos testa positivo

Mais um caso confirmado de coronavírus na Superliga masculina. O Vedacit Guarulhos anuncio…