Osasco Brait
Home Superliga Brait: “Temos uma pedreira. Não podemos nos abater”
Superliga - 13 de dezembro de 2020

Brait: “Temos uma pedreira. Não podemos nos abater”

A líbero do Osasco São Cristóvão Saúde Camila Brait comentou a derrota do seu time para o Brasília Vôlei, na noite deste sábado (12), no ginásio José Liberatti. Após vencer o primeiro set com facilidade, a equipe do técnico Luizomar de Moura tomou a virada do adversário, que venceu por 3 sets a 2, parciais de 15-25, 25-16, 25-22, 16-25 e 15-13, em 2h02min de partida, pela nona rodada da Superliga Feminina Banco do Brasil 2020/21.

Mesmo com o revés, o ponto somado em casa garante à equipe osasquense a liderança do campeonato com 22 pontos. Osasco assumiu a ponta da tabela de classificação ao ultrapassar o Dentil Praia Clube por um ponto: 22 a 21. E as mineiras são justamente as próximas adversárias do time comandado pelo técnico Luizomar. O jogo, adiado da sétima rodada, será na próxima quarta-feira (16), às 19h, em Uberlândia (MG). Veja a classificação.

A expectativa da equipe é contar com o retorno da levantadora Roberta, da central Bia, da líbero Kika e da oposta Karine, recuperadas após contraírem Covid-19. As titulares Bia e Roberta não jogaram contra o Brasília. Camila Paracatu e Naiane foram as opções.

Brait analisou a partida:

– Fomos muito irregulares nessa noite; alternando bons e maus momentos. Infelizmente, o nosso esforço não surtiu o resultado esperado, que era conquistar mais uma vitória. De positivo fica a união e garra do time, que não se entregou em nenhum momento. Agora é analisar o que não deu certo, levantar a cabeça e trabalhar ainda mais porque teremos uma pedreira em Uberlândia e não podemos nos abater – disse Brait. Veja aqui os jogos e as transmissões da semana.

 

Veja também

Covid: técnico do Vedacit Guarulhos testa positivo

Mais um caso confirmado de coronavírus na Superliga masculina. O Vedacit Guarulhos anuncio…