Tandara
Home Superliga Cléber: “Se dependesse da CBV, a Tandara teria jogado”
Superliga - 17 de dezembro de 2020

Cléber: “Se dependesse da CBV, a Tandara teria jogado”

O  marido da oposta do Osasco São Cristóvão Saúde, Tandara, o ex-jogador Cléber de Oliveira, atualmente empresário, reclamou, por meio das suas redes sociais, dos protocolos de testagem da CBV para o COVID-19, que segundo ele não são eficientes. Pelas regras da competição, eles são feitos apenas a cada 15 dias, sendo que os times fazem até três, quatro jogos nesse período.

Tandara não enfrentou o Dentil/Praia Clube ontem, quarta-feira, pela Superliga Feminina 2020/21 por ter testado positivo para o coronavírus. No entanto, ela só descobriu o resultado horas antes do jogo, porque fez o teste por conta própria.

Veja, abaixo, o desabafo do marido da jogadora, publicado em suas redes sociais um pouco antes da partida:

“A Tandara não participará do jogo hoje contra o Praia Clube. Ela foi testada positivo no teste que ela mesma foi ao laboratório e fez, porque se dependesse do teste da CBV ela estaria apta a jogar, porque ela fez o teste lá atrás. Pelo teste da CBV ela poderia jogar hoje e espalhar o vírus para todo mundo. Tá normal. Mas, não. Ela é responsável, ela tem família, nós temos a nossa filha, certo? E ela foi fazer o teste como ela faz sempre, porque ela está se cuidando. Mas, a CBV não está nem aí pra isso. Ela não vai jogar porque ela fez o teste dela e deu positivo. E as outras atletas? Fazem o teste também? Espero que sim, senão vamos criar uma pandemia dentro do voleibol, mais do que já está. É bacana que o voleibol continue? É bacana. Porém, os procedimentos que a CBV tem que tomar têm que ser diferente. Tem de ser testado mais vezes”, disse Cléber.

Mesmo sem a sua principal pontuadora na Superliga, Osasco derrotou o então invicto Praia por 3 sets a 2, na noite de quarta-feira. Apesar da vitória, o time se manteve na vice-liderança da competição, com 24 pontos, empatado com o Itambé Minas, que tem a mesma pontuação e mesma campanha (8 vitórias e 1 derrota). As mineiras, no entanto, têm melhor set average (400 x 371). Veja aqui a classificação.

No sábado, Osasco enfrenta o lanterna São Caetano, às 19h, no Ginásio Lauro Gomes, em São Caetano do Sul, em partida válida pela décima e penúltima rodada do turno da Superliga. O SporTV transmite. Confira aqui os jogos que serão transmitidos nesta semana.

Veja também

Sada Cruzeiro supera o Fiat Minas e segue líder

O Sada Cruzeiro derrotou o Fiat Minas por 3 sets a 0 – parciais de 26-24, 25-18, 25-…