Rebecca
Home Praia Elas de novo na final: Ana Patrícia/Rebecca x Ágatha/Duda
Praia - 5 de dezembro de 2020

Elas de novo na final: Ana Patrícia/Rebecca x Ágatha/Duda

Cada dupla venceu duas etapas na temporada 2020/2021

A quinta etapa do Circuito Brasileiro feminino de vôlei de praia 20/21 terá mais uma final olímpica e valendo o tira-teima. Com dois títulos na temporada para cada lado, Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e Ágatha/Duda (PR/SE) se enfrentarão na final do torneio que encerra o ano, neste domingo. Hoje, as duas duplas que representarão o Brasil em Tóquio venceram todos os jogos que disputaram no torneio que acontece no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ). Esta será a terceira vez em cinco etapas que as equipes se encontram na final.

A disputa pelo título da quinta etapa acontece na manhã deste domingo, por volta das 11h (de Brasília), com transmissão exclusiva do canal SporTV 2. Antes, às 10h, Elize Maia/Thâmela (ES) e Talita/Carol Solberg (AL/RJ), superadas nas semifinais, se enfrentam valendo a medalha de bronze, em partida que também será televisionada.

A primeira semifinal do dia teve a vitória de Ana Patrícia e Rebecca sobre Elize Maia/Thâmela por 2 sets a 0 (21/18 e 21/10). O resultado positivo colocou a dupla, que é a atual campeã brasileira, na terceira final em cinco etapas na temporada. E a façanha foi celebrada por Rebecca.

– Na etapa passada ficamos em terceiro, mas comemoramos como se fosse o ouro, pois foi um torneio muito difícil para nós. A Ana Patrícia ficou de fora de parte dos treinos para se recuperar da torsão, então precisamos nos concentrar mais a cada jogo. Chegamos em todas as semifinais até agora na temporada, e estar na quarta final é uma forma muito boa de encerrar esse ano – disse Rebecca.

No segundo jogo da noite Ágatha e Duda repetiram o duelo da decisão da quarta etapa, e enfrentaram Talita e Carol Solberg. As atuais líderes do ranking nacional conseguiram nova vitória por 2 sets a 0 – desta vez com parciais de 21/9 e 21/18 – e alcançaram a quinta final consecutiva na temporada. A bloqueadora Ágatha exaltou o objetivo alcançado.

– Este tem sido um torneio especial e desafiador, especialmente para a mente. Apesar de termos ficado o período de isolamento sem jogar, nossa cabeça não parou, vivemos o adiamento das Olimpíadas, tem um fator psicológico nisso. Além disso colocamos o objetivo de chegar na final em todos os torneios que disputaríamos no ano após a retomada, e conseguimos alcançar. Esperamos mais um jogo muito equilibrado e emocionante contra a Ana e a Rebecca que devem estar muito animadas para mais uma final também – contou a paranaense.

Veja também

Sada Cruzeiro supera o Fiat Minas e segue líder

O Sada Cruzeiro derrotou o Fiat Minas por 3 sets a 0 – parciais de 26-24, 25-18, 25-…