Minas
Home Superliga Minas bate o Praia e segue na liderança
Superliga - 18 de dezembro de 2020

Minas bate o Praia e segue na liderança

O Itambé Minas derrotou o Dentil Praia Clube por 3 a 0, em Uberlândia, e se manteve na liderança da Superliga Feminina

Numa partida agressiva no ataque, no saque e no bloqueio e com uma bela atuação da oposta norte-americana Dani Cuttino, o Itambé Minas derrotou o Dentil Praia Clube em sets diretos – parciais de 25-19, 25-21, 25-17 – na noite desta sexta-feira, em Uberlândia (MG), pela décima e penúltima rodada da Superliga Feminina Banco do Brasil 2020/21 e segue líder da competição.

Com o resultado, o Minas chegou aos 27 pontos em 10 jogos e não poderá ser alcançado, nesta rodada, pelo vice-líder, Osasco São Cristóvão Saúde, que tem 24 pontos, pode chegar aos 27 neste sábado, mas tem pior saldo de sets. O Praia segue na terceira colocação, com 22 pontos, mas com um jogo a menos que Minas e Osasco. Veja aqui a classificação.

Com justiça, Dani Cuttino foi eleita a melhor em quadra e ficou com o Troféu Viva Vôlei (40% dos votos). Foi, certamente a melhor partida da americana com a camisa do Minas. Ela foi também a maior pontuadora do jogo, com 15 pontos.  Thaisa marcou 12 pontos (6 de bloqueio), Gattaz 11, Megan 10, Pri Daroit 4 e Camila Mesquita 2. No Praia, Brayelin fez 13 pontos, Fê Garay 9, Carol 8, Mari Paraíba 6, Jineiry 4 e Monique 2.

– Estou muito animada. Houve alguns momentos baixos, mas acho que estou crescendo – disse Cuttino.

Foi a segunda derrota consecutiva do Praia na Superliga – perdeu para Osasco, por 3 a 2, na última rodada. As donas da casa chegaram ao clássico com um leve favoritismo, por terem uma equipe mais equilibrada, principalmente nas extremidades. No Minas, pairava a sombra em relação à atuação das americanas Cuttino e Megan. Sombras que se dissiparam já no início do primeiro set, quando as duas começaram a virar bolas com segurança, acertando o tempo de bola e jogando com confiança. Outro fundamento que funcionou melhor no Minas hoje do que nas demais partidas foi o saque, bem mais agressivo do que se via até então.

O crescimento das norte-americanas foi notável, mas o Minas, de forma geral, foi muito bem. Sofreu um pouco no passe em alguns momentos, mas soube sair das redes complicadas com eficiência no ataque. Com todas as jogadoras aptas para atacar – o que não acontecia até então, pela falta de confiança nas americanas – Macris colocou todo mundo para jogar. Thaisa, novamente, foi gigante no bloqueio. Não só pontuando, mas amortecendo as bolas para os contra-ataques.

O Praia foi muito bem no volume de jogo, defendeu muito, levantou as bolas, mas começou nervoso, errando muitos ataques e perdeu a confiança. No segundo set, com Mari Paraíba no lugar da holandesa Anne Buijs, deu sinais de que equilibraria o jogo e empataria a partida – abriu 14 a 10 no placar -, mas esbarrou no bloqueio minastenista. Num lance de reclamação ostensiva, o Praia levou cartão vermelho e o Minas virou em 16 a 15. Mari Paraíba foi bem, equilibrou o passe e deu mais volume de jogo ao time. Enquanto jogou com o meio, Claudinha conseguiu equilibrar o jogo. No terceiro set, praticamente não usou as suas centrais, facilitando a marcação rival.

A equipe de BH sai de Uberlândia fortalecida não só na tabela, mas emocionalmente. O Praia precisa acertar quem será a segunda ponteira da temporada: Anne, Mari Paraíba ou Michelle.

O Minas encerra a sua participação no turno na próxima terça-feira, contra o Brasília, em Belo Horizonte (MG), às 21h30, com transmissão pelo Canal Vôlei Brasil. O Praia tem ainda dois jogos por fazer no turno: terça-feira (22), contra o Sesc RJ Flamengo, no Rio, e contra o Sesi Bauru, e, dia 29 em Bauru, jogo válido pela nona rodada, adiada por conta dos casos de coronavírus no time paulista. Veja aqui os jogos da semana e as transmissões.

DENTIL PRAIA CLUBE: Claudinha, Martinez, Fê Garay, Anne Buijs, Jineiry, Carol e Suelen (líbero). Entraram: Rosane, Monique, Michelle, Mari Paraíba. Técnico: Paulo Coco

ITAMBÉ MINAS: Macris, Cuttino, Pri Daroit, Megan, Thaisa, Gattaz, Léia (líbero). Entraram: Kasiely, Pri Heldes e Camila Mesquita. Técnico: Nicola Negro

SUPERLIGA BANCO DO BRASIL FEMININA 20/21

10ª rodada do turno

18.12 (SEXTA-FEIRA) – Brasília Vôlei (DF) 0 x 3 Sesi Vôlei Bauru (SP), (16-25, 18-25, 19-25) às 16h, no Sesi Taguatinga, em Brasília (DF) – Canal Vôlei Brasil

08.01 (SEXTA-FEIRA) – São José dos Pinhais/Aiel (PR) x Sesc RJ Flamengo (RJ), às 19h, no ginásio Ney Braga, em São José dos Pinhais (PR) – Canal Vôlei Brasil

18.12 (SEXTA-FEIRA)  – Pinheiros (SP) x São Paulo/Barueri (SP) (25-21, 25-20, 17-25, 22-25, 8-15).  às 20h, no Henrique Villaboin, em São Paulo (SP) – Canal Vôlei Brasil

18.12 (SEXTA-FEIRA) – Dentil/Praia Clube (MG) x Itambé/Minas (MG) (19-25, 21-25, 17-25) às 21h30, na Arena Praia, em Uberlândia (MG) – SporTV 2

19.12 (SÁBADO) – São Caetano (SP) x Osasco São Cristóvão Saúde (SP), às 19h, no ginásio Lauro Gomes, em São Caetano (SP) – SporTV 2

Veja também

Saiba onde ver os jogos da Superliga na semana

Sem a confirmação da transmissão dos quatro jogos das quartas de final da Copa Brasil femi…