Minas
Home Superliga Minas bate o Sesc RJ Fla e encosta nos líderes
Superliga - 11 de dezembro de 2020

Minas bate o Sesc RJ Fla e encosta nos líderes

O Itambé Minas derrotou o Sesc RJ Flamengo por 3 a 0 , em BH e se manteve na terceira colocação, com 21 pontos

Um problema, que acabou virando uma possível solução. Sem poder contar com a oposta norte-americana Dani Cuttino – que sentiu um mal-estar no treino de quinta-feira e foi poupada -, o Itambé Minas experimentou, na noite dessa sexta-feira, uma escalação mais equilibrada, bem mais leve na defesa, sem perder a qualidade do ataque – Camila Mesquita assumiu a saída de rede e foi bem. E, com disciplina tática, as mineiras derrotaram o Sesc RJ Flamengo por 3 sets a 0 – parciais de 25-20, 25-18, 25-20 -, em Belo Horizonte, na abertura da nona rodada da Superliga Feminina Banco do Brasil 2020/21.

Com o resultado, o Itambé Minas se manteve na terceira posição, com 21 pontos em 8 partidas, atrás do líder Dentil Praia Clube e do vice-líder Osasco São Cristóvão Saúde, ambos invictos e também com 21 pontos mas, no entanto, um jogo a menos. O time carioca é o quinto colocado, com 12 pontos, atrás do Sesi Bauru, quarto na tabela, com 14 pontos. O time do Rio tem, no entanto, 7 partidas na temporada. Confira aqui a classificação.

Camila Mesquita foi eleita a melhor do jogo, com 33% dos votos, e ficou com o Troféu Viva Vôlei.

– A precisava fazer esse jogo bem, a nossa energia estava muito boa durante todo o jogo, acho que fiz o meu papel. Estou muito feliz – disse a oposta. Veja aqui os números do jogo.

A central Thaisa, do Minas, e a jovem Ana Cristina, do Sesc RJ Flamengo, foram as maiores pontuadoras do jogo, com 14 pontos cada uma. A bicampeã olímpica marcou 9 pontos e ataque e 5 de bloqueio (60% de aproveitamento no ataque). A ponteira rubro-negra marcou 13 pontos de ataque (37% de aproveitamento) e 1 de saque.

No Minas, os outros destaques foram a ponteira Pri Daroit, com 13 pontos, Megan com 11,  Carol Gattaz, 9, Camila Mesquita 8, Kasiely 3 e Macris 1. No time carioca, Valquíria, que jogou apenas metade do tempo, pontuou 9 vezes, Amanda e Juciely fizeram 7 pontos cada uma, Gabiru 5, Lorenne (só entrou no terceiro set) 4 e Juma, 3.

Taticamente foi, provavelmente, a partida mais aplicada do Minas na Superliga até aqui. O time errou pouco: foram 10 falhas, contra 15 das rivais. Com Cuttino em quadra, a equipe tem, em teoria,  poder de ataque – ela ainda não conseguiu fazer uma partida à altura do seu potencial -, mas perde em defesa e cobertura. E, nesta sexta-feira, o Minas voltou a ser o time que defende muito, que a torcida se acostumou a ver nas temporadas anteriores, com uma cobertura de ataque quase perfeita. Pri Daroit e Carol Gattaz, mais seguras, voltaram também a jogar bem. E, Megan, autora de 11 pontos, errou alguns passes, mas no geral foi melhor do que nos outros jogos.

A equipe rubro-negra manteve a formação que derrotou o São Paulo Barueri na última rodada, com Juma levantando, Gabiru e Amanda nas pontas e Ana Cristina como oposta – Lorenne se recuperou recentemente de uma lesão na panturrilha e está voltando aos poucos às quadras. O time não teve a mesma agressividade no ataque, principalmente por conta da boa atuação do bloqueio do Minas, que quando não parava o lance, amortecia a bola para os contra-ataques. As mineiras marcaram 12 pontos de bloqueio, contra 4 do Sesc RJ Flamengo.

Juma – e depois Fabíola, que entrou no terceiro set – jogaram pouco com o meio. E o passe não estava ruim. Amanda, principalmente, entregou quase tudo na mão. Milka deixou a quadra zerada, depois de um erro no segundo set, para a entrada de Valquíria, que foi melhor. Lorenne entrou no terceiro set e virou boas bolas, mostrando que provavelmente voltará a ser titular na próxima rodada. As centrais mineiras marcaram, juntas, 23 pontos, contra 15 das centrais do Sesc RJ Fla.

O Sesc RJ Flamengo volta à quadra na terça-feira, contra o Curitiba, no Sul, às 19h, em partida adiada, válida pela quarta rodada. No mesmo dia, o Itambé/Minas tem pela frente o Sesi Bauru, em Bauru, às 21h30, em partida válida pela sétima rodada. Os dois jogos serão transmitidos pelo SporTV 2. Veja aqui as transmissões dos jogos deste sábado.

ITAMBÉ MINAS: Macris, Camila Mesquita, Thaisa, Carol Gattaz, Megan, Pri Daroit e Léia (líbero). Entraram; Kasiely, Lara, Pri Heldes. Técnico: Nicola Negro

SESC RJ FLAMENGO: Juma, Ana Cristina, Milka, Juciely, Gabiru, Amanda e Camila Gomez (líbero). Entraram: Fabíola, Lorenne, Valquíria, Marcelle. Técnico: Bernardinho

SUPERLIGA BANCO DO BRASIL FEMININA 20/21

Nona rodada do turno

11.12 (SEXTA-FEIRA) Itambé/Minas (MG) 3 x 0 Sesc RJ Flamengo (RJ) (25-20 25-18, 25-20), às 21h30, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) – SporTV 2

12.12 (SÁBADO) São Paulo/Barueri (SP) x São Caetano (SP), às 17h, no ginásio José Corrêa, em Barueri (SP) – Canal Vôlei Brasil

12.12 (SÁBADO) Fluminense (RJ) x Pinheiros (SP), às 19h, no ginásio do Fluminense, no Rio de Janeiro (RJ) – Canal Vôlei Brasil

12.12 (SÁBADO) Osasco/São Cristóvão Saúde x Brasília Vôlei (DF), às 21h30, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP) – SporTV 2

29.12 (SEXTA-FEIRA) Sesi Vôlei Bauru (SP) x Dentil/Praia Clube (MG), às 19h, no Panela de Pressão, em Bauru (SP) – SporTV 2

Veja também

Com 11 casos de covid, Osasco faz “treino virtual”

O Osasco/São Cristóvão Saúde confirmou hoje mais três novos casos de coronavírus, fazendo …