Osasco
Home Superliga Osasco vence o clássico e segue na cola do líder Praia
Superliga - 1 de dezembro de 2020

Osasco vence o clássico e segue na cola do líder Praia

Agora restam apenas dois invictos na Superliga Feminina Banco do Brasil 2020/21: o líder Dentil Praia Clube e o vice-líder Osasco São Cristóvão Saúde, que nesta terça-feira acabou com a invencibilidade do Sesc RJ Flamengo com uma vitória por 3 sets a 0 – parciais de 25-16, 28-26, 25-14 – pela sétima rodada do turno. Os dois times estão empatados em número de pontos (21), mas a equipe mineira tem melhor saldo de sets. Confira aqui a classificação.

Na próxima sexta-feira, o time do técnico Luizomar de Moura tem mais um clássico pela frente, na partida que valerá a liderança da competição, contra o Praia, às 21h30, em Uberlândia. Veja aqui os jogos e as transmissões da rodada.

A ponteira Gabi Cândido, autora de 15 pontos (54% de aproveitamento no ataque e 80% de positividade no passe) foi eleita a melhor em quadra e ficou com o Troféu Viva Vôlei. Tandara foi a maior pontuadora do confronto, com 16 acertos (45% de eficiência no ataque). Mayany fez 8 pontos (5 de bloqueio), Jaque 7, Roberta 6 (3 aces e 3 bolas de segunda) e Bia, 4.

Pelo Sesc RJ, quem mais pontuou foi a ponteira Gabiru, com 9 pontos e 43% de aproveitamento no ataque. Três jogadoras pontuaram 8 vezes: Milka (3 de bloqueio), Juicely (4 de bloqueio) e Ana Cristina (22% de eficiência no ataque). Drussyla marcou apenas 4 pontos, com 14% de aproveitamento no ataque e 85% de positividade no passe. Sabrina marcou 3 pontos e Juma, 2. No duelo entre as líberos, Camila Brait, de Osasco, teve 78% de positividade contra 50% da colombiana Camila Gómez, segundo as estatísticas da CBV.

Os primeiro e terceiro sets foram totalmente dominados pelas donas da casa, diante de um Sesc RJ Flamengo nitidamente sem ritmo por conta do retorno recente aos treinos das jogadoras que testaram positivo para o coronavírus há duas semanas. Bernardinho escalou Sabrina como oposta – Lorenne segue se recuperando de uma contusão na panturrilha -, mas no início da primeira parcial, diante da dificuldade da jogadora de pontuar, a jovem ponteira Ana Cristina assumiu o posto. Sem Amanda, com coronavírus, as opções na ponta foram Drussyla e Gabiru. A líbero Camila Gómez fez sua estreia na Superliga, depois de passar o último mês se recuperando de uma lesão no joelho. Bernardinho optou por escalar a levantadora Juma como titular, já que Fabíola só retornou aos treinos após a contaminação do COVID-19 no último domingo.

Os dois times marcaram o mesmo número de pontos de bloqueio: 9. Mas, a recepção e a defesa de Osasco fizeram a diferença – o time marcou ainda 9 aces, contra nenhum ponto de saque das rivais. Com mais opções na hora de levantar, Roberta conseguiu distribuir melhor, confirmando o ótimo momento do time de Luizomar de Moura na temporada. Sem passe na mão, Juma jogou pouco com as meios. Ana Cristina foi muito bem marcada, já que era para ela a maioria das bolas de segurança. A levantadora rubro-negra estava nitidamente sem confiança para jogar com Drussyla, que sentiu bastante a falta de ritmo no ataque. A jovem Ana Cristina começou bem, mas os números finais não foram bons – fruto da boa marcação rival em cima dela e por ter recebido muitas bolas com o bloqueio montado. Ela atacou 32 bolas e colocou apenas 7 no chão. Errou quatro e levou 4 bloqueios. Drussyla recebeu 21 bolas. Errou 3 e levou 4 blocks.

O Sesc RJ Flamengo folga nesta sexta-feira. O time carioca enfrentaria o Sesi Bauru, mas a partida foi adiada depois que cinco jogadoras do time  paulista testaram positivo para o coronavírus. Veja os jogos da semana com as transmissões.

A partida entre Fluminense e Brasília, que também aconteceria nesta quarta, foi adiada pelo mesmo motivo: atletas da equipe do Distrito Federal foram contaminas pelo COVID-19. O Sesc RJ Flamengo vai mandar o próximo jogo – terça-feira (08.12), contra o São Paulo Barueri, em Saquarema, porque tanto o ginásio Hélio Maurício quanto o do Tijuca, no Rio, vão trocar seus pisos flutuantes nos próximos dias. A diretoria rubro-negra tentou trocar o mando de campo com Bauru, mas o José Correa já estava agendado com outro compromisso.

SUPERLIGA BANCO DO BRASIL 20/21

Sétima rodada do turno

01.12 (TERÇA-FEIRA) Pinheiros (SP) 3 x 0 São José dos Pinhais/AIEL (PR), (25-20, 25-22, 25-12) às 19h, no ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo (SP) – Canal Vôlei Brasil

01.12 (TERÇA-FEIRA) São Paulo/Barueri (SP) 1 x 3 Dentil/Praia Clube (MG) (24-26, 25-21, 21-25, 22-25), às 19h, no ginásio José Correa, em Barueri (SP) – SporTV 2

01.12 (TERÇA-FEIRA) Curitiba Vôlei (PR) 3 x 0 São Caetano (SP), (25-21, 25-7, 25-16)  às 21h30, no ginásio do Colégio Positivo Jr, em Curitiba (PR) – Canal Vôlei Brasil

01.12 (TERÇA-FEIRA) Osasco São Cristóvão Saúde (SP) 3 x 0 Sesc RJ Flamengo (RJ), (25-16, 28-26, 25-14) às 21h30, no ginásio José Liberatti, em Osasco (SP) – SporTV 2

08.12 (TERÇA-FEIRA) Sesi Vôlei Bauru (SP) x Itambé/Minas (MG), às 21h30, no Panela de Pressão, em Bauru (SP) – SporTV 2

03.01 (DOMINGO) Fluminense (RJ) x Brasília Vôlei (DF)¸ às 19h30, no ginásio do Fluminense, no Rio de Janeiro (RJ) – Canal Vôlei Brasil

Veja também

Brasília supera o Sanca e se firma no G8

O Brasília derrotou o São Caetano por 3 sets a 1 – parciais de 25-11, 25-18 22-25, 2…