Peneira
Home Categorias de base Vôlei Renata inicia peneira com duas etapas virtuais
Categorias de base - 3 de dezembro de 2020

Vôlei Renata inicia peneira com duas etapas virtuais

Veja os detalhes da seleção de jovens do projeto campineiro

O Vôlei Renata realizará sua tradicional peneira para buscar novos talentos das categorias de base em 2020 de uma maneira diferente: virtual. O time campineiro vai abrir espaço para seleção de jovens jogadores do naipe masculino através de seu site oficial. Os testes serão para nascidos em 2005, 2006 e 2007, que formarão a categoria infantil (sub-17) e acontecerão em três etapas a partir de 2 de dezembro. Todas as informações estarão no www.voleirenata.com.br/peneira.

As duas primeiras etapas da peneira serão feitas exclusivamente pelo site. A primeira etapa consiste no preenchimento de um formulário com informações como altura e envergadura. Na segunda parte, mais específica, os jovens devem enviar vídeos, no formulário disponível no site do Vôlei Renata, com exercícios de execução de alguns fundamentos simples.

Em terceiro momento, já em 2021, os aprovados nas duas etapas serão chamados para chamados para testes presenciais, realizados no Clube Fonte de S. Paulo, em pequenos grupos, respeitando o distanciamento social e as normas de higiene para evitar a disseminação do coronavirus. Após as três etapas, serão escolhidos os jovens que entrarão nas categorias de base do Vôlei Renata.

– É uma pena que não possamos fazer como todos os anos e abrir o Ginásio do Taquaral para receber os jovens, como fazemos há dez anos. 2020 está sendo um ano atípico, mas enxergamos a oportunidade de abrir um novo caminho e aumentar nossa rede de observação por meio da internet, um local que a nova geração ocupa e se comunica massivamente. Estamos animados com a possibilidade de explorar esse campo – comenta Guilherme Muller, supervisor das categorias de base do Vôlei Renata.

– Temos como missão no nosso projeto a valorização da formação de novos jogadores através das categorias de base. Este é um dos pilares da equipe desde sua fundação. O desenvolvimento de jovens, além de fortalecer a modalidade, também traz frutos ao time adulto. Nesta temporada, por exemplo, 60% do elenco é formado por aqui mesmo, incluindo jogadores que são constantemente titulares como o Bello e o Renan – acrescenta o embaixador e coordenador técnico, André Heller.

Esta será a 11ª peneira da história do projeto campineiro. Nos últimos dez anos mais de 4 mil jovens foram avaliados. No atual elenco, o Vôlei Renata tem três jogadores que chegaram através do processo de avaliação: o central Melqui, o oposto Angellus e o líbero Bello.

Os dois últimos desembarcaram no time campineiro com 14 anos e passaram por todas as categorias antes de subirem à equipe adulta. Ainda, Angellus e Bello fizeram parte da Seleção Brasileira na disputa do Mundial Sub-21, que aconteceu no Bahrein. Eles ajudaram a equipe na conquista da medalha de bronze. Pela categoria sub-19, os campineiros também enviaram dois atletas para a Seleção. O ponteiro Lima e o central Otávio participaram da campanha do quinto lugar no Mundial da Tunísia.

A base é um dos pilares do projeto do Vôlei Renata. Os meninos recebem acompanhamento escolar, médico, fisioterápico, nutricional, odontológico, plano de saúde, auxílio-transporte e moradia.

Veja também

Rapidinhas do mercado, 23 e 24 de janeiro de 2021

– O Zenit São Petersburgo, da Rússia, voltou a demonstrar interesse no ponta polonês…