Campeãs da Areia
Home Praia Campeãs da Areia: Brasil vence no quarteto
Praia - 31 de janeiro de 2021

Campeãs da Areia: Brasil vence no quarteto

Após derrotas nas duplas, brasileiras venceram no quarteto no Rio

O Campeãs da Areia, neste domingo, no Rio de Janeiro, terminou com vitórias estrangeiras nas duplas e triunfo brasileiro no quarteto. Como os dois primeiros sets valiam um ponto cada e o quarteto, dois, com peso de desempate, o título do evento foi para as donas da casa.

Na primeira parcial, as canadenses Heather Bansley e Brandie Wilkerson venceram Ana Patricia e Rebecca por 15-10. Na segunda, a campeã olímpica Laura Ludwig e sua parceira Maggie Kozuch superaram Ágatha e Duda por 15-13. No confronto de quarteto, deu Brasil: 15-14, em uma virada emocionante (pela regra do evento, o jogo terminaria em 15 independentemente da diferença de pontos).

Mais experiente das brasileiras do Campeãs da Areia, a vice-campeã olímpica Ágatha comemorou o fato de poder reencontrar, depois de tanto tampo, adversárias tão tradicionais. Além disso, ela destacou a oportunidade de estar lado a lado com as ‘rivais’ Ana Patricia e Rebecca, com quem tem realizado duelos incríveis pelo Circuito Brasileiro.

– A gente estava muito empolgada para este evento, principalmente para disputar o quarteto, onde formamos um time. Começamos atrás e fomos buscando pontinho a pontinho. No final de tudo, apesar dos resultados nos confrontos de dupla, acabamos dando a vitória para o Brasil. Foi muito divertido, mas tem toda a parte séria, podendo estar diante de duplas de altíssimo nível, que certamente estarão em nosso caminho no Circuito Mundial ou nos Jogos Olímpicos – analisou.

Apaixonada pelo Rio de Janeiro e pelo Brasil, a campeã olímpica Laura Ludwig elogiou muito o evento e a paradisíaca quadra, montada no Forte São João, na Urca, de frente para o Cristo Redentor e para o Pão de Açúcar.

– Quando terminou a disputa de quarteto o nosso sentimento foi: ‘Já terminou? Queremos jogar mais’. Foi uma experiência muito boa, com um visual lindo, de Rio de Janeiro mesmo. Espero que o espetáculo tenha sido tão legal para o público quanto foi para nós. Voltar a enfrentar as brasileiras depois de tanto tempo foi muito interessante para nós neste início de temporada – disse a alemã.

 

Veja também

Sada Cruzeiro não dá chances ao Ribeirão

Líder isolado da Superliga masculina, o Sada Cruzeiro chegou à 15ª vitória pelo placar de …