Leticia Pessoa
Home Praia Leticia Pessoa festeja aniversário com planos ambiciosos
Praia - 29 de janeiro de 2021

Leticia Pessoa festeja aniversário com planos ambiciosos

Com três medalhas olímpicas no currículo, treinadora trabalha com 19 atletas atualmente

Leticia Pessoa comemorou seu aniversário nesta quinta-feira fazendo o que mais gosta: na beira de uma quadra de vôlei de praia e, melhor ainda, vencendo. No dia em que completa 56 anos, a técnica dona de três medalhas de prata olímpicas viu as quatro duplas comandadas por ela no qualifying avançarem para a chave principal da sexta etapa masculina do Circuito Brasileiro de vôlei de praia, em Saquarema (RJ).

– Eu gosto bastante de ganhar e hoje o dia está ótimo, com tudo dando certo. Os meninos jogando bem é uma alegria imensa. É isso que faço há 35 anos e estou aqui, curtindo tudo isso, o meu projeto com novos atletas, que é algo que já queria fazer. Um dos melhores trabalhos que eu fiz foi com a Shelda quando ela tinha 20 anos, e também com o Alison quando ele tinha mais ou menos 20 anos. Eu trouxe esse trabalho de volta, que está dando muitos frutos. O Johann, o Gabriel Gouveia, o Gabriel Santiago, o Lucas Lippi. Aliás, o Lucas Lippi passou pela primeira vez para o torneio principal em etapa de Open e veio correndo comemorar comigo. Tenho meninas jovens também como a Isabella, a Cacá Richa. Tem também alguns mais velhos que ajudam como o Leo Gomes, a Rafaela e o Vinícius Cardozo. Outro grande presente que recebi este ano foi o time formado pela Bárbara Seixas e a Carol Solberg, que me trouxeram de volta à elite do vôlei de praia. E vou honrar com esse compromisso – afirmou Leticia Pessoa.

O projeto ao qual Leticia se refere é o CT 021, no Leblon, onde conta com 19 atletas, uma estrutura multidisciplinar e a expectativa de formar atletas olímpicos.

– Hoje tenho 19 atletas no meu CT, e a maioria tem menos de 24 anos, acho que apenas três acima dessa idade, além da Bárbara e da Carol, que puxam a fila. Eu estou muito realizada com esta missão de formar atletas. Foi muito especial tudo dando certo hoje. Eu esperava que eles fossem bem, pois estamos trabalhando muito desde o dia 4 de janeiro. Estamos com uma estrutura muito boa com psicólogo, preparador físico, fisioterapeuta. A minha intenção é tirar desse grupo pelo menos mais um ou dois atletas olímpicos – contou.

Leticia Pessoa começou no vôlei de praia por volta de 1992, depois de treinar equipes de vôlei indoor. Dois anos depois, em 1994, foi técnica de Isabel Salgado/Roseli, primeira dupla brasileira a vencer uma etapa do circuito mundial feminino, em Miami (EUA). Em Olimpíadas, ela conquistou três medalhas de prata: duas com Adriana Behar/Shelda (2000 e 2004), e outra com Alison/Emanuel (2012).

– Eu praticamente me casei com o vôlei de praia, não tem jeito (risos), me acostumei com isso aqui. Gosto de viver isso aqui, confesso que passei momentos difíceis, mas hoje estou em um momento muito motivada. É um esporte que é preciso muita superação, não tem reserva, o atleta precisa estar sempre dando o melhor – completou a treinadora.

A motivação de Leticia se reflete no bom desempenho de seus atletas. Além de Lucas Lippi, Leo Gomes também conseguiu passar do qualifying pela primeira vez nesta temporada e aproveitou para parabenizar a técnica.

– Estou vivendo um momento excelente fora de quadra, mas dentro de quadra não estava se refletindo dentro de quadra com vitórias e resultados. E hoje veio esse resultado num dia especial, que é minha treinadora e grande amiga e faz aniversário hoje. Parabéns duplo para ela, pela data e pelo resultado de hoje todos os atletas dela conseguiram avançar na competição. É uma treinadora que a gente nem tem o que falar, pelos grandes resultados que conquistou. Ela é uma pessoa que se mostra todo dia apaixonada pelo vôlei de praia – disse Leo Gomes.

Gabriel Gouveia foi outro a encher a técnica de elogios. O jovem jogador contou que era um sonho trabalhar com Leticia Pessoa e está aproveitando todos os momentos, inclusive as broncas.

– Na minha humilde opinião a Letícia é a melhor treinadora do Brasil. Eu nunca vi na minha vida alguém tão apaixonada pelo esporte como ela. Até quando ela está irritada com você, dá bronca, é mais à moda antiga, mas você sabe que é pelo bem. Está sempre pensando em nos fazer evoluir. Estou me desenvolvendo muito treinando com ela. O tempo todo ela fala e corrige. Sempre sonhei em trabalhar com ela. E estou com esta oportunidade e estou aproveitando muito – destacou Gabriel.

Veja também

Após vencer favorito, Fronckowiak relembra passagem com o pai

O técnico brasileiro Marcelo Fronckowiak postou, nas redes sociais, uma bela lembrança do …