Mayany
Home Destaques Mayany: “Bloqueio é o fundamento que mais gosto de treinar”
Destaques - Superliga - 7 de janeiro de 2021

Mayany: “Bloqueio é o fundamento que mais gosto de treinar”

Em entrevista ao site da CBV (Confederação Brasileira de Vôlei), a central Mayany, do Osasco São Cristóvão Saúde, líder das estatísticas de bloqueio da Superliga Feminina Banco do Brasil 2020/21, com 54 pontos, falou de seu amor por bloquear, sobre a chegada ao novo time na temporada, o ano olímpico e a amizade com as ex-companheiras de equipe Nyeme e Lorenne.

Paredão, muralha, “Monster Block”, trancando a rede. Seja lá qual for a expressão, parece pouco para explicar o que Mayany vem fazendo na Superliga. Apenas no jogo contra o Pinheiros (SP), na última rodada do primeiro turno, ela marcou nove pontos de bloqueio. Não à toa, a jogadora de 24 anos está à frente de outra “Monster Block”, a bicampeã olímpica Thaisa, que tem 51 pontos no fundamento e um jogo a mais.

Confira os principais pontos da entrevista:

Bloqueio

Mayany – É um dos fundamentos que eu mais amo fazer. Gosto muito de treinar bloqueio e colocá-lo em prática nos jogos. E estou muito feliz por estar me destacando no fundamento que mais amo fazer.

Tóquio-2020

Mayany – Claro que penso, sim, em representar meu país em uma edição de Jogos Olímpicos. É o sonho de qualquer atleta. Porém, para torná-lo realidade, primeiro tenho que estar focada em ajudar meu time, para, depois, sim, poder pensar na seleção.

Adaptação em Osasco

Mayany – A adaptação à equipe foi muito rápida e muito boa. Já joguei com algumas das meninas na seleção, outras não, mas consegui me adaptar muito rápido aqui com elas e também com a comissão técnica comandada pelo Luizomar. A adaptação por conta da pandemia foi bem diferente, temos que tomar todos os cuidados aqui, na academia e nos treinos também.

Expectativa para o returno

Mayany – Começamos o ano com muito foco nesse segundo turno, sabemos que vai ser muito mais difícil do que foi no primeiro turno. Mas estamos trabalhando muito e estamos confiantes para o returno. Dedicação, garra e empenho para seguir os planos táticos da comissão técnica não vão faltar.

As amigas Nyeme e Lorenne

Mayany – Somos muito amigas, nos aproximamos muito na temporada passada. E torço muito por elas e fico feliz com cada conquista delas, e elas por mim. Nos conhecemos bastante, então, sabemos o que cada uma vai fazer na hora do jogo, já sabemos até a expressão facial de cada uma (risos). Então, essa hora que a gente brinca, dá uma provocadinha. E no final do jogo continua a mesma coisa, a mesma amizade.

O Osasco é o vice-líder da Superliga, com 30 pontos (10 vitórias e uma derrota), três pontos a menos que o líder Itambé Minas, mas com um jogo a menos que as mineiras. Veja aqui a classificação. O time estreia no returno na próxima sexta-feira, contra o Curitiba, a partir das 20h, no José Liberatti, com transmissão pelo Canal Vôlei Brasil. Confira aqui os jogos e as transmissões da semana.

Veja também

Barueri faz 3 a 1 e impede Osasco de ser líder

O Osasco São Cristóvão Saúde tinha chance de assumir novamente a liderança da Superliga Fe…