Braguinha
Home Fora de Quadra Morre Braguinha, grande incentivador do vôlei brasileiro
Fora de Quadra - 12 de janeiro de 2021

Morre Braguinha, grande incentivador do vôlei brasileiro

O voleibol brasileiro está em luto. Faleceu, nesta terça-feira, em Portugal,  Antônio Carlos de Almeida Braga, o Braguinha, um grande incentivador do esporte brasileiro e um dos responsáveis pela transformação do voleibol no país. O empresário, ex-banqueiro, faleceu aos 94 anos, depois de marcar a história não só do vôlei, mas do esporte verde-amarelo.

Braguinha se mudou para Portugal no início da pandemia, no ano passado. Segundo informações da família, estava com a saúde frágil. Hoje, foi internado em um hospital e não resistiu. Ele será enterrado em Portugal.

O Fluminense, clube em que era sócio benemérito, decretou luto oficial de três dias.  Braguinha foi o dono da Atlântica Boavista, uma das maiores seguradoras do Brasil nos anos de 1980, e de um dos times mais competitivos no vôlei brasileiro na época. A Atlântida Boavista foi a primeira empresa privada a apoiar o vôlei – até então os times eram incentivados apenas pelos clubes – e deu início a era profissional no esporte.

O time, com sede no Rio, tinha jogadores como Bernardinho, Bernard, Renan e Xandó, representantes da Geração de Prata do Brasil – vice-campeões olímpicos nos Jogos de Los Angeles-1984.

Ele foi incentivador também de ícones do esporte no Brasil como Guga, Ayrton Senna e Pelé.

Vários atletas e dirigentes prestaram homenagem a Braguinha nas redes sociais, entre eles Renan Dal Zotto, William, Dulce Thompson, Bernardinho, Bernard e Isabel.

– Hoje é um um dia muito triste para o esporte brasileiro. Braguinha fez muito por todos nós. Devo muito a ele que me ajudou em momentos decisivos de minha carreira. O vôlei brasileiro não seria o que é sem ele. Terei sempre na memória seu sorriso, sua amizade e sua alegria de viver. Obrigada por tudo! Viva Braguinha! – escreveu a ex-ponteira da Seleção Brasileira, Isabel.

– Dia muito triste para o esporte brasileiro e mundial. Antônio Carlos de Almeida Braga nos deixou. Empresário visionário, verdadeiro apaixonado e maior incentivador do esporte nacional. Descanse em paz amigo. Seu legado jamais será esquecido – escreveu o vice-campeão olímpico Bernard.

 

 

 

Veja também

Saiba onde ver os jogos da Superliga na semana

Sem a confirmação da transmissão dos quatro jogos das quartas de final da Copa Brasil femi…