Sesi Bauru
Home Copa Brasil Sesi Bauru elimina o Flamengo e está na semifinal
Copa Brasil - Destaques - 19 de janeiro de 2021

Sesi Bauru elimina o Flamengo e está na semifinal

Mesmo jogando no Rio, time paulista levou a melhor

O Sesi Bauru despachou o Sesc RJ Flamengo, o atual campeão, nas quartas de final da Copa Brasil de 2021. Na noite desta quarta-feira, na Gávea, no Rio de Janeiro, vitória paulista sobre as cariocas por 3 sets a 1, parciais de 26-24, 25-23, 16-25 e 25-22.

O resultado credenciou o Sesi Bauru a disputar um lugar na decisão contra o Itambé/Minas, que venceu o Pinheiros mais cedo. As semifinais da Copa acontecerão no dia 5 de fevereiro, no Centro de Treinamento da CBV, em Saquarema (RJ).

Os dois times entraram com desfalques de última hora. No Rubro-Negro, a oposto Lorenne voltou a sentir dores na panturrilha, substituída por Sabrina, para evitar um agravamento. Já na equipe paulista, Tifanny, com coronavírus, está em isolamento, acelerando a presença de Dobriana Rabadzhieva entre as titulares, ao lado de Vanessa Janke.

Sem um dos desafogos no ataque, o time de Bernardinho teve dificuldades na virada de bola em parte do jogo. O Sesi Bauru abriu frente após uma sequência de saque de Dani Lins no primeiro set. Aos poucos, marcando bem as estrangeiras Polina e Dobriana, o time da casa equilibrou as ações e virou o placar já na reta final. O Sesc RJ chegou a ter um set point, mas acabou não aproveitando e na sequência perdeu a parcial após dois erros de Amanda.

Na segunda parcial, após sair atrás novamente, o Sesc apostou numa troca simples entre as levantadoras, com Juma no lugar de Fabíola. Com muitos erros, porém, as cariocas viram o Sesi Bauru abrir boa frente. Aos poucos, a diferença foi diminuindo, com Milka também em quadra, Marcelle entrando para sacar… Mas as visitantes conseguiram fechar, novamente pela diferença mínima.

O terceiro set teve um único dono: o Sesc Rj Flamengo. Dominou do início ao fim, com um saque bem mais eficiente, maior presença do bloqueio e um ataque sem tantos erros. Rubinho ainda tentou mudar o panorama, com Pamela e Carol Leite, mas foi em vão.

O equilíbrio foi a tônica da parcial decisiva, com os times “trocando” pontos, sem que uma diferença maior do que dois pontos fosse vista até o 16 a 16. Daí para frente as donas da casa passaram a errar um pouco mais. O Sesi Bauru agradeceu e não deu mais chances para o rival, carimbando o passaporte para a semi.

Veja também

Sada Cruzeiro não dá chances ao Ribeirão

Líder isolado da Superliga masculina, o Sada Cruzeiro chegou à 15ª vitória pelo placar de …