Sesi Bauru
Home Destaques Bauru vira para cima do Praia em Uberlândia
Destaques - Superliga - 23 de fevereiro de 2021

Bauru vira para cima do Praia em Uberlândia

O Sesi Bauru protagonizou uma virada emocionante para cima do Dentil Praia Clube, nesta terça-feira, no Triângulo

Com uma atuação individual espetacular da oposta Polina Rahimova, e numa virada emocionante não só na partida, mas no quarto set, quando salvou três match points, o Sesi Bauru derrotou o Dentil Praia Clube por 3 sets a 2 – parciais de 21-25, 29-27, 20-25, 27-25, 15-13 -, na tarde desta terça-feira, na Arena do Praia, em Uberlândia (MG), pela nona rodada do returno da Superliga Feminina de Vôlei 2020/21.

A vitória manteve o time do técnico Paulo Coco na terceira colocação, com 44 pontos, mas agora a três pontos do Osasco São Cristóvão Saúde, vice-líder. O Sesi Bauru continua em quarto, com 40, e abriu sua vantagem em relação ao Sesc RJ Flamengo, que tem 36 e enfrenta ainda hoje o líder Itambé Minas, no Rio, no complemento da rodada. Veja aqui a classificação completa.

Rahimova marcou 34 pontos, foi a maior pontuadora do jogo, e ficou como Troféu Viva Vôlei. Pelo Praia, Martinez pontuou 26 vezes. O time anfitrião marcou 74 pontos de ataque, 5 de saque, 10 de bloqueio e contou com 26 pontos do Sesi. Bauru fez 68 pontos de ataque, 5 de saque, 14 de bloqueio e contou com 25 erros cedidos pelo time mineiro.

Polina recebeu 65 bolas, colocou 30 no chão, errou 2 e tomou 4 bloqueios. Rabadzhieva e Adenízia foram para o banco com 12 e 5 pontos respectivamente, a partir do quarto set. Fê Ísis entrou e marcou 6 pontos. Tifanny, 8.

O técnico Rubinho entrou novamente em quadra com Suelle no lugar de Tifanny, que há uma semana sofreu uma contratura lombar e ficou uns dias sem treinar. Tifanny começou no banco e entrou a partir do terceiro set e não teve uma boa atuação. Mara teve boa presença no bloqueio no quinto set, quando Bauru abriu 5 a 0 no placar, mas no ataque as bolas decisivas – nem sempre em boas condições – eram para a oposta, que terminou a partida provavelmente exausta. Todas as bolas importantes foram para ela. Fê Ísis, como vem acontecendo há com certa frequência, entrou bem, sendo sempre efetiva no saque e no bloqueio.

O Praia não contou hoje com a regularidade da sua maior jogadora, a ponteira Fernanda Garay, autora de 18 pontos. Claudinha alternou bons e maus momentos. Foi capaz de jogadas maravilhosas, nas quais deixou Brayelin Martinez sem bloqueio na saída de rede, mas também foi imprecisa em alguns lances decisivos e em combinações de jogadas no final do quarto set. No tie-break, Paulo Coco fez a troca simples de levantadora, colocando Roseane em quadra. A boa notícia para o time mineiro foi o desabrochar de Brayelin, que fez a melhor partida do ano com a camisa do Praia. Mas, não foi suficiente para vencer a atuação impressionante de Rahimova.

O Praia tem pela frente o clássico contra o Itambé Minas, sexta-feira, às 21h30, em Belo Horizonte (MG), pela décima rodada do returno, com transmissão pelo SporTV 2. O Sesi Bauru enfrenta o Brasília, no mesmo dia, às 19h30, no Panela de Pressão, com transmissão pelo Canal Vôlei Brasil. Veja aqui a programação da semana e as transmissões.

Veja também

Taubaté sofre, mas vence o Vôlei Renata no tie-break

Quando saiu a escalação do Vôlei Renata, sem três titulares – Gonzalez, Vaccari e Vi…