são paulo barueri
Home Superliga Chiquititas surpreendem mais uma vez
Superliga - 16 de fevereiro de 2021

Chiquititas surpreendem mais uma vez

São Paulo/Barueri virou para cima do Sesi Bauru

Depois de vencer Osasco/São Cristóvão Saúde e Sesc RJ Flamengo, o São Paulo/Barueri voltou a aprontar para cima dos favoritos. Nesta terça-feira, em jogo atrasado da quarta rodada do returno da Superliga feminina, triunfo sobre o Sesi Bauru, fora de casa, por 3 sets a 2, parciais de 17-25, 25-18, 25-23, 23-25 e 15-13.

Uma sequência de resultados muito positiva para o time de José Roberto Guimarães neste segundo turno. O resultado faz as Chiquititas subirem para 31 pontos, quatro atrás do rival desta noite, o quinto colocado.

E olha que o Sesi Bauru estava completo, com todas as suas estrelas em quadra. A oposto Lorrayna foi eleita a melhor do jogo,  faturou o VivaVôlei, sendo ainda a maior pontuadora da partida: 21 acertos, com 44% de acerto ofensivo.

A virada foi construída depois de um primeiro set com domínio total da donas da casa. Mesmo com Polina Rahimova em uma noite pouco inspirada (sentiu um incômodo no joelho direito durante a semana), Bauru teve boa regularidade na virada de bola e viu o Tricolor sem o conhecido volume de jogo ser presa fácil. Mas o jogo virou de forma abrupta daí em diante.

O São Paulo/Barueri passou a “achar” o ataque rival nos bloqueios, teve uma melhoria na recepção e passou a usar mais a velocidade com as centrais Lorena e Diana. E o segundo set foi amplamente dominado pelas visitantes.

Já a terceira parcial teve o esperado equilíbrio, com o placar próximo do início ao fim. Com o crescimento de Lorrayna, Barueri ganhou um desafogo importante no ataque. Já Rubinho viu Tifanny oscilar no passe e optou por Suelle no setor. E um ponto decisivo aconteceu com Dani Terra, que entrou para sacar, fez uma defesa na sequência do ponto e permitiu o contra-ataque finalizado por Maira. No fim, Diana parou Adenízia no block e decretou a virada.

Logo no início do quarto set, um susto. Tifanny precisou de atendimento após “travar as costas”, com uma contratura muscular na lombar, ao se preparar para uma recepção. Ela precisou sair de maca, sem conseguir se movimentar, e foi levada para um hospital.

Tifanny
Tifanny precisou ser retirada de maca (Reprodução de TV)

O Sesi chegou a ter vantagem até o décimo ponto, quando uma sequência de Lorena no saque virou o marcador. O jogo então ficou parelho, com as mandantes ainda na frente, até o 22-20. Com a inversão do 5-1 em ação (Kenya e Kisi), o São Paulo empatou, mas não impediu o triunfo de Bauru, forçando o tie-break.

No quinto set, mais equilíbrio, com o jogo concentrado nas extremidades,  muitas defesas e vários contra-ataques desperdiçados. E a diferença veio com um erro de ataque de Rahimova, maior pontuadora do time com 17, e um bloqueio de Karina na própria azeri. O Tricolor abriu dois pontos e fechou em um ponto de defesa, isso mesmo, de Lorrayna.

Veja também

Douglas Souza decola na temporada e coleciona VivaVôleis

O campeão olímpico Douglas Souza vive seu melhor momento na temporada 2020/2021. Em um per…