Copa
Home Copa Brasil Semi da Copa na visão de Bruno, William, Cachopa e Vissotto
Copa Brasil - 10 de fevereiro de 2021

Semi da Copa na visão de Bruno, William, Cachopa e Vissotto

Depois do título do Itambé/Minas no feminino, agora o Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), receberá a disputa masculina da Copa Brasil. Nesta quinta-feira, às 19h e 21h30, os dois jogos semifinais prometem muita emoção com quatro grandes times em clássicos regionais em rodada dupla no SporTV 2. A final será na sexta, às 21h30, também com transmissão do SporTV2.

No primeiro confronto, às 19h, EMS/Taubaté/Funvic e Vôlei Renata reeditam a final do Campeonato Paulista, vencido pelo time de Campinas (SP). A equipe de Taubaté, que passou pela Apan/Eleva/Blumenau na fase anterior, tem parte do elenco recém-recuperada da COVID-19. Por isso o levantador Bruninho aposta na determinação do elenco para esta semifinal.

– Sem dúvida tem um equilíbrio muito grande, já nos enfrentamos algumas vezes nesta temporada, todas sempre muito equilibradas. A outra semifinal também tem grandes equipes. São as quatro equipes que mereceram estar aqui, as mais bem preparadas. A gente está vindo de um momento um pouco difícil, mas isso não é desculpa. Nesse momento, acho que a vontade e a determinação têm que suprir toda falta de ritmo dos jogadores que acabaram tendo COVID-19. Temos que tentar fazer nosso melhor para chegar à final, ganhar esse primeiro jogo, e depois conquistar o título – disse Bruno.

O Vôlei Renata chega à semifinal após uma vitória sobre o Vôlei UM Itapetininga na fase anterior. De volta ao CDV após seis anos, o oposto Leandro Vissotto relembrou os momentos vividos no local com a seleção brasileira e pediu para sua equipe “fazer um algo mais” para repetir o resultado do Paulista.

– Foi legal reencontrar, mudou pouco a turma que trabalha aqui. Parece que foi ontem, mas tem seis anos que eu não voltava. E ver as fotos, do Mundial, do tempo que a gente estava aqui, é muito bacana. A gente trabalha para isso, e os momentos que a gente viveu aqui ficam na nossa memória e gravados na história do voleibol. A expectativa para a semifinal é sempre grande. A gente está com alguns problemas físicos na equipe, o Temponi voltando da COVID-19. Então a gente tem que usar isso para fortalecer nosso time, tentar se superar quem não estiver tão bem, e fazer uma boa partida, que a gente sabe da qualidade da equipe de Taubaté. Mas tudo fica em aberto. A partida decide dentro de quadra e a gente tem que ter a consciência de que vai ter que fazer um algo mais para conquistar esse passaporte para a final – destacou Vissotto.

Também reedição da final estadual, o clássico mineiro entre Sada Cruzeiro e Fiat/Minas será às 21h30 desta quinta-feira. Para completar a rivalidade, a equipe minastenista foi a responsável pela única derrota cruzeirense na Superliga. Com todo esse pacote, o levantador Fernando Cachopa admite que a motivação para o confronto é grande na busca pelo sexto título de Copa Brasil para o clube celeste, que eliminou o Montes Claros América na fase anterior.

– É uma competição que a gente gosta muito de jogar, acho que os resultados mostram isso. Também juntou o clássico, que nos dá uma motivação a mais para jogar. Os jogos contra o Minas sempre têm um lugar especial na história do clube. Então acho que vai ser uma disputa interessante. Acho que eles também vêm com esse sentimento de clássico, de querer vencer. Foi o único time que venceu a gente na Superliga até agora, então a gente fica com esse sentimento de querer dar mais um pouco. Mas acho que todo jogo a gente entra com esse sentimento de querer vencer, dar mais para ganhar, e acho que amanhã não vai ser diferente – declarou Cachopa.

Do lado do Minas, que venceu o Azulim/Gabarito/Uberlândia por 3 sets a 1 na fase anterior, o levantador William mostra confiança no bom momento da equipe para tentar chegar à decisão.

– As expectativas são as melhores. Acho que o time está em uma crescente, está jogando bem. Em termos de resultados, tivemos um positivo e um negativo contra eles. A gente se conhece bem, são times que se encontram bastante em Campeonato Mineiro, Superliga. Acho que a gente tem um jogo complicado, mas a gente tem totais condições de fazer um bom jogo e sair com o resultado positivo para nós. A gente veio para cá para buscar o título, jogar 110%. Espero que esteja todo mundo bem no dia para a gente fazer um bom jogo. São duas equipes tradicionais, que se respeitam, uma semifinal de campeonato. Tenho certeza de que vai ser um jogão – analisou William.

Veja também

Honorato desequilibra e Minas vence o Uberlândia

Com 20 pontos do ponteiro Honorato, o Fiat Minas derrotou o Azulim Gabarito Uberlândia por…