Renata
Home Superliga Vôlei Renata tenta garantir 3º lugar, de olho no físico
Superliga - 26 de fevereiro de 2021

Vôlei Renata tenta garantir 3º lugar, de olho no físico

Neste sábado, duelo contra a Apan/Eleva/Blumenau

O Vôlei Renata segue sua maratona de jogos pela reta final da primeira fase da Superliga. Neste sábado, os comandados do técnico Horácio Dileo duelam contra a Apan/Eleva/Blumenau, às 17 horas, no Ginásio Sebastião Cruz, no interior de Santa Catarina, pela penúltima rodada do segundo turno do torneio nacional. A partida terá transmissão do Canal Vôlei Brasil.

Um resultado positivo garantirá o terceiro lugar aos paulistas, depois da “ajuda” do próprio time catarinense, ontem, vencendo o Fiat/Minas.

– Blumenau é um adversário muito qualificado, com um elenco forte e bastante completo, formado por jogadores de primeira categoria. Será um jogo muito duro. Eles cresceram muito durante a competição, especialmente no segundo turno, e estão fazendo uma excelente campanha. Será mais um duelo complicado para nós e vamos entrar em quadra como se fosse uma final – diz o treinador Horácio Dileo.

Não é exagero chamar o momento do Vôlei Renata de maratona. Nas últimas duas semanas, o time campineiro disputou 16 sets em quatro jogos. A partida contra Blumenau será a quinta em 16 dias, mas a corrida não termina no sábado. Na primeira semana de março, mais duas rodadas para encerrar a primeira fase da Superliga. Em resumo serão oito duelos em menos de um mês.

– A Superliga desta temporada é diferente das demais, com alguns componentes extras e cuidados redobrados. Isso faz com que o planejamento do trabalho, principalmente, físico sofra adaptações, seja pelo retorno dos atletas pós-covid-19 ou em situações de acúmulo de jogos que estamos vivendo. É um período de ajustes para deixar o time na melhor condição possível para cumprirmos nossos objetivos. Temos um grupo forte e focado nas metas que estabelecemos. Isso é fundamental para enfrentar os desafios da temporada – comenta o preparador físico do Vôlei Renata, Giovani Foppa.

– É literalmente como numa corrida. Estamos num momento no qual temos que nos preparar para a linha de chegada que vem se aproximando, observando nossa condição e fazendo os ajustes necessários para, em breve, atingir a intensidade necessária para a parte final, que será tão difícil quanto a do momento. Tudo isso sem perder de mira o ponto mais alto, que é nosso objetivo da temporada – complementa o preparador físico.

Foppa chegou à comissão técnica do Vôlei Renata no início da temporada. Com mais de 20 anos de experiência em esporte de alto rendimento, o preparador físico passou por gigantes do vôlei mundial, como Skra Belchatow, da Polônia, e Dínamo Kazan, da Rússia. Apesar das dificuldades enfrentadas, o preparador físico enaltece o trabalho feito para que o Vôlei Renata possa superar seus desafios.

– Ter um grupo heterogêneo, com alguns jogadores mais velhos e outros mais jovens, exige controle individualizado e muito trabalho para que todos apresentem a mesma condição nos treinos e jogos. Estamos fazendo isto desde antes da apresentação. Fizemos uma pré-temporada muito forte e seguimos com um controle de cargas, mantendo um ritmo de treinos nos atletas. Este tipo de ação é determinante para que possamos superar todos os desafios que enfrentamos na temporada – complementa.

Veja também

Taubaté busca acertar atrasados antes de anunciar reforços

Campeão da Superliga masculina 2020/2021, o EMS/Taubaté passará por uma grande reformulaçã…