Mesquita
Home Destaques Camila Mesquita: “Cuttino vinha em um ritmo muito bom”
Destaques - Superliga - 4 de março de 2021

Camila Mesquita: “Cuttino vinha em um ritmo muito bom”

Oposto será a substituta da americana em prévia dos playoffs

O Itambé/Minas volta à quadra nesta sexta-feira, às 19h, quando enfrenta o Brasília pela última rodada da fase de classificação da Superliga Feminina 2020/21 de vôlei. Devido às restrições impostas pela covid-19 e de acordo com o Decreto de Lei 41.849, do Governo do Distrito Federal, que proíbe a realização de eventos esportivos de qualquer campeonato, em Brasília, o duelo, que seria disputado no Distrito Federal, foi transferido para a Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte (MG). A partida será transmitida, ao vivo, pelo SporTV2 (veja todas as transmissões da Superliga no fim de semana).

O Minas é o líder isolado da competição, com 60 pontos, e já está garantido na primeira posição, independentemente do resultado. Até aqui, a equipe minastenista conquistou 20 vitórias em 21 jogos. O vice-líder é o Osasco/São Cristóvão Saúde. O Brasília é o oitavo colocado, com 24 pontos, e será o adversário da equipe mineira nos playoffs da Superliga, que começam na próxima semana.

Para o jogo desta sexta, o técnico Nicola Negro sabe que não poderá contar com a oposta Danielle Cuttino. A jogadora sofreu uma lesão no tornozelo direito no último jogo contra o Dentil/Praia Clube, na semana passada, e está no departamento médico. No lugar da americana entra a jovem Camila Mesquita, que já substituiu Cuttino algumas vezes e, inclusive, venceu o Troféu VivaVôlei em duas oportunidades nesta Superliga, contra o Sesc-RJ/Flamengo e o São Caetano.

– Cuttino vinha em um ritmo muito bom e em uma evolução constante. Então, a minha responsabilidade é tentar manter o nível de jogo, conseguir ajudar a nossa equipe da melhor forma possível e manter o ritmo. Acredito que estas serão as minhas principais funções. Brasília é um time bom e perigoso. A gente quer entrar em quadra 100% para não ter nenhum susto. Tenho certeza que temos qualidades suficientes para fazermos uma partida tranquila – comentou Camila Mesquita.

Para a capitã Carol Gattaz o jogo desta sexta-feira será uma prévia do que será as quartas de final, porém, ela ressalta que, na próxima fase, os cuidados deverão ser maiores.

– Será um jogo atípico pelo fato dele ter sido transferido para BH por causa dos problemas causados pela pandemia. Com certeza, será uma boa prévia de como pode ser nos playoffs. Sabemos que lá, a equipe delas estará muito melhor preparada. Esse jogo, teoricamente, não vale muita coisa para a gente e nem para elas, porque a posição delas também está, praticamente, definida, mas servirá para que a gente possa saber o que a gente vai enfrentar nas quartas de final – destacou a central do Itambé/Minas.

Veja também

Taubaté busca acertar atrasados antes de anunciar reforços

Campeão da Superliga masculina 2020/2021, o EMS/Taubaté passará por uma grande reformulaçã…