Sada Cruzeiro
Home Superliga Histórico: Itapetininga elimina o poderoso Sada Cruzeiro
Superliga - 17 de março de 2021

Histórico: Itapetininga elimina o poderoso Sada Cruzeiro

Depois de estar perdendo por 2 a 0, Itapetininga vira e elimina o Sada Cruzeiro nas quartas de final

O Vôlei UM Itapetininga fez história nesta quarta-feira. O inimaginável aconteceu. Oitavo colocado na fase classificatória da Superliga Masculina de Vôlei 2020/21, o time paulista eliminou o líder Sada Cruzeiro, o clube mais vencedor do vôlei masculino brasileiro, nas quartas de final da competição, com uma vitória de virada, por 3 a 2, em pleno ginásio do Riacho, em Contagem (MG), fazendo 2 a 0 na série melhor de três – venceu também o primeiro jogo, no último sábado, por 3 a 0. O Itapê perdia o jogo por 2 a 0, mas teve forças para buscar o que muitos achavam uma vitória improvável. As parciais foram: 15-25, 18-25, 25-21, 25-23 e 18-16.

Depois de fazer os dois primeiros sets no seu conhecido jogo “modo compressor”, pressionando o Itapetininga com um saque muito potente, cometendo poucos erros e forte no ataque, a equipe mineira permitiu o empate. O time visitante teve paciência para esperar o erro adversário. Melhorou o seu volume de jogo e contou com a inconstância do ataque cruzeirense a partir do terceiro set, para ir, aos poucos, plantando a sua vitória.

O Itapetininga enfrenta, na semifinal, o Fiat Minas, que eliminou a Apan Eleva Blumenau também em dois jogos – vitórias por 3 a 0 e 3 a 1. No outro chaveamento, o Vôlei Renata avançou às semifinais após derrotar o Azulim Gabarito Uberlândia por 3 a 2 duas vezes. O adversário sairá do duelo entre EMS Taubaté e Montes Claros América. O time paulista venceu o primeiro confronto por 3 a 0 e pode garantir vaga nesta quinta-feira, às 16h30, no ginásio do Abaeté.

O oposto Renan Buiatti foi o maior pontuador do jogo com 25 pontos (23 de ataque e 51% de aproveitamento no fundamento), foi eleito o melhor em quadra e ficou com o Troféu Viva Vôlei. O jovem ponteiro Adriano, do Itapê, fez 14 pontos – inclusive o último. Pelo Sada Cruzeiro, Conte pontuou 22 vezes e López, 21.

O Itapetininga chegou a estar vencendo o quarto set por 23 a 19, mas Isasc foi para o saque e diminuiu para 23 a 22, dando esperanças ao torcedor mineiro de que o time poderia fechar o jogo ainda em 3 a 1 Mas, num erro de saque de Alan, a equipe paulista empatou o jogo em 2 a 2, com 25 a 23 na parcial.

No tie-break, Marcelo Mendez entrou em quadra com uma formação ousada e diferente. Ele sacou Alan, que terminou o jogo com apenas 11 pontos, e escalou López na saída de rede, deixando as pontas com Conte e Rodriguinho. Sem a preocupação de passar, o cubano começou bem, mas o bloqueio paulista voltou a fazer a diferença no final. O Itapê fez 12 a 10, o Cruzeiro empatou e o jogo foi emocionante até o final, até que, após bela defesa de Guiga, Adriano fechou o jogo no contra-ataque certeiro, que vai ficar para a história do Itapetininga.

Veja também

Taubaté busca acertar atrasados antes de anunciar reforços

Campeão da Superliga masculina 2020/2021, o EMS/Taubaté passará por uma grande reformulaçã…