Zaksa
Home Destaques Zaksa Kedzierzyn-Kozle faz história na Europa
Destaques - Internacional - 1 de maio de 2021

Zaksa Kedzierzyn-Kozle faz história na Europa

Time polonês conquistou a Champions League em Verona (ITA)

Pela primeira vez na história, um time polonês conquista a Champions League masculina. O autor do feito é o Zaksa Kedzierzyn-Kozle, que derrotou o Trentino, em Verona (ITA), neste sábado, por 3 sets a 1, parciais de 25-22, 25-22, 20-25 e 28-26.

O ponto da vitória, depois de três match points perdidos, de saque, foi marcado pelo oposto Lukasz Kaczmarek, o único dele no fundamento na decisão, terminando com 15 no total (12 no ataque, com 38% de acerto).

Na final, o time dirigido pelo sérvio Nikola Grbic mostrou seu jogo coletivo que arrancou elogios no continente durante a temporada. O Zaksa não tem no elenco grandes estrelas, não costuma ter um maior pontuador disparado nos jogos e não estava entre os favoritos da competição. E, na base do conjunto bem montado, foi melhor do que o Trentino nos momentos decisivos hoje. Os ponteiros Sliwka, com 18 pontos, e Semeniuk, com 15, foram importantes na distribuição do francês Toniutti, jogador até certo ponto pouco valorizado, mas com uma temporada acima da média.

O Trentino tentava o “grand finale” para sua temporada de oscilações. Diferentemente do tricampeonato conquistado em 2009, 2010, 2011, quando time o melhor time do mundo, o Trentino construiu um roteiro de superação na atual temporada.

O tradicional time chegou a estar na zona de rebaixamento do Campeonato Italiano, com a torcida colocando em dúvida o processo de reconstrução. Lucarelli, uma das novas peças, perdeu o pai e grande incentivador logo no início de sua trajetória em Trento, a primeira da carreira fora do Brasil. Na fase de grupos da Champions, com os levantadores Gianelli e Sperotto com covid, a equipe tinha duas opções: dar WO e ficar sem chances de classificação ou improvisar. E foi com o oposto Nimir Abdel-Aziz na função, relembrando o início da carreira, que o Trentino superou a adversidade e avançou.

Neste sábado, Abdel-Aziz não foi tão decisivo quanto em outras ocasiões, principalmente no saque. Ainda assim, liderou o Trentino na pontuação: foram 21 pontos no total (17 no ataque, com 50% de aproveitamento, três blocks e um ace).

Lucarelli terminou com 13 (11 no ataque, com 48% de eficiência, e dois aces), além de 56% de positividade no passe. Teve seu melhor momento no terceiro set, quando marcou quase metade dos pontos: seis.

Trentino: Gianelli, Abdel-Aziz, Lucarelli, Kooy, Lisinac, Podrascanin e Rossini (líbero). Técnico: Angelo Lorenzetti.

Zaksa Kedzierzyn-Kozle: Toniutti, Kaczmarek, Sliwka, Semeniuk, Smith, Kochanowski e Zatorski (líbero). Técnico: Nikola Grbic.

Veja também

Brasil viajará com 16 jogadores para Rimini

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) confirmou, na tarde desta segunda-feira, o elenco…