Brasil
Home Liga das Nações Brasil “pulveriza” ataque e coloca três no top 10
Liga das Nações - Seleção Brasileira - 28 de junho de 2021

Brasil “pulveriza” ataque e coloca três no top 10

Wallace, Lucarelli e Leal terminaram entre os melhores nas estatísticas da VNL

O título do Brasil na Liga das Nações masculina teve, no aproveitamento do ataque, um dos seus pilares. O oposto Wallace e os ponteiros Lucarelli e Leal finalizaram a VNL no top 10 do fundamento, comprovando o poderio ofensivo desta formação.

MVP da competição, Wallace encerrou a competição como líder em aproveitamento no ataque, com 58,14%. Recebeu 258 bolas e colocou 150 delas no chão. Na decisão contra a Polônia, ele pontuou em 18 das 31 tentativas, ou seja, bem perto do sua índice em toda a VNL: 58,06%.

Lucarelli terminou em quinto lugar entre os melhores atacantes, com 52,82% de acerto, com 131 pontos em 248 ataques. Contra os poloneses, na final, ele teve uma importância tática no sistema defensivo e não foi tão acionado por Bruninho, com 21 bolas recebidas, com dez pontos feitos, aproveitamento de 47,61%.

Já Leal finalizou a Liga das Nações como o nono atacante mais eficiente: 139 pontos no fundamento após 272 tentativas, aproveitamento de 51,10%, acima dos números da final: 45,71%, com 16 acertos em 35 ataques.

Ao olhar atentamente o número de bolas que cada um deles atacou, fica provado como a distribuição de Bruninho foi equilibrada: 272, 258 e 248. Não existe ninguém sobrecarregado no time brasileiro. Apenas para comparação, veja a quantidade de bolas recebidas por Nimir Abdel-Aziz na Holanda: 408. Na Rússia, Maxim Mikhaylov atacou 323 vezes. E eles jogaram duas partidas a menos do que os brasileiros na competição.

Pensando nos Jogos Olímpicos de Tóquio, os números acima devem ter colocado várias questões na mente dos rivais. Qual será a estratégia do bloqueio adversário nos duelos contra o Brasil? Neutralizar um dos três será suficiente para desestabilizar os atuais campeões olímpicos e da VNL? Veremos em três semanas.

Para dificultar ainda mais a vida da concorrência, Douglas Souza também vive ótima fase e tem substituído Lucarelli e Leal à altura quando solicitado.

Por Daniel Bortoletto

Veja também

Brasil pelo mundo: destaques do fim de semana (24 a 26/9)