VNL
Home Liga das Nações Brasil vence a Bélgica e é vice-líder da VNL
Liga das Nações - 7 de junho de 2021

Brasil vence a Bélgica e é vice-líder da VNL

O Brasil derrotou as belgas por 3 a 0 e, beneficiado pela derrota da Turquia para as dominicanas, subiu uma posição

O Brasil já tem uma “cara” definida. O técnico José Roberto Guimarães escalou novamente a formação que vem se firmando como a titular e, mostrando cada vez mais entrosamento e organização tática, e com Tandara inspirada, a Seleção Brasileira Feminina de Vôlei derrotou a Bélgica por 3 sets a 0 – parciais de 25-18, 25-16, 25-17 -, na tarde desta segunda-feira, em Rimini, na Itália, pela oitava rodada da fase classificatória da Liga das Nações 2021. Veja aqui os jogos da VNL que serão transmitidos pelo SporTV nesta semana.

Com o resultado, o Brasil subiu da terceira para a segunda colocação, agora com 21 pontos, três a menos que as norte-americanas, que lideram com 24 pontos e são a única seleção que ainda não perdeu na Liga das Nações, com 8 vitórias em 8 jogos.

A Seleção verde-amarela perdeu apenas um jogo até agora, justamente para as norte-americanas, por 3 a 1, na terceira rodada. Nesta terça-feira, o Brasil enfrenta a China – ainda sem a ponteira Ting Zhu -, às 11h (horário de Brasília), com transmissão pelo SporTV. As chinesas ocupam apenas a décima colocação, com 3 vitórias e 5 derrotas. Nesta segunda, as turcas, que também estavam invictas até esta rodada, perderam para as dominicanas por 3 a 1.

Zé Roberto escalou o Brasil com: Macris, Tandara, Carol, Gattaz, Fê Garay, Gabi e Camila Brait (líbero). Entraram: Lorenne, Roberta, Rosamaria e Bia. Não foram relacionadas hoje: Natália – que ainda não jogou, recuperando-se de uma cirurgia no dedo da mão esquerda -, Dani Lins, Adenizia e Ana Cristina.

Tandara teve grande atuação. Atacou de todos os pontos da quadra – saída, ponta, meio fundo – e terminou o jogo com 17 pontos, seguida por Gabi, que pontuou 11 vezes. Pela Bélgica, Herbots fez 12 pontos e Van Gestel, 9. Garay pontuou 9 vezes, Gattaz 6, Carol 5, Rosamaria 4, Bia 2.

Desta vez, Bia, que normalmente faz a rede de duas (quando a levantadora está na rede e tem apenas duas atacantes na rede), entrou no lugar da Carol, que faz a rede de três. A terceira central de Tóquio precisa ter essa versatilidade e jogar nas duas redes se for necessário. Novamente Rosamaria aproveitou a oportunidade e atuou bem. Entrou no segundo set numa inversão e atacou na saída, e na terceira parcial jogou como ponteira.

As bolas de Macris nas extremidades – uma preocupação na primeira semana da Liga das Nações – já estão bem ajustadas, principalmente com a Tandara. Mais um bom teste para a Seleção. Embora a Bélgica não seja uma seleção olímpica, vinha dando trabalho e conta com a maior pontuadora da VNL, Herbots.

 

 

 

Veja também

Melhores momentos: Montes Claros América x Sada Cruzeiro

A edição de 2021 do Campeonato Mineiro masculino de vôlei começou, na noite desta quinta-f…