Brasil
Home Internacional Brasil leva susto, mas vira e vence a Argentina
Internacional - Seleção Brasileira - 16 de setembro de 2021

Brasil leva susto, mas vira e vence a Argentina

O Brasil perdeu o primeiro set, mas depois se recuperou e derrotou a Argentina pelo Sul-Americano Feminino de Vôlei

Depois da derrota inesperada no primeiro set – jogou muito mal em todos os fundamentos e abusou dos erros -, o Brasil conseguiu se reequilibrar para virar a partida, derrotando a Argentina por 3 sets a 1 – parciais de 23-25, 25-13, 25-14, 25-16 -, na noite desta quinta-feira, na cidade de Barrancabermeja, na Colômbia, pela segunda rodada do Campeonato Sul-Americano Feminino de Vôlei. Na estreia, quarta-feira, a Seleção derrotou o Peru por 3 a 0.

O Brasil enfrenta o Chile nesta sexta-feira, às 19h30, folga no sábado e encerra o torneio no domingo, contra as colombianas, às 21h30. Todos os jogos serão transmitidos pelo SporTV 2. Confira aqui todos as partidas de vôlei que serão televisionadas esta semana.

Zé Roberto escalou o time titular com Macris, Ana Cristina – novamente jogando como oposta -, Carol, Carol Gattaz, Gabi, Natália e a líbero Nyeme. Entraram: Kasiely, Roberta e Lorenne. Rosamaria entrou para sacar no 21 a 12 do quarto set. Gabi foi a maior pontuadora do jogo, com 23 pontos, segundo dados divulgados pela CBV após a partida. Ana Cristina pontuou 16 vezes. A oposta Mercado foi o destaque da Argentina, com 14 pontos.

No primeiro set, o Brasil demorou a entrar no jogo. Foi ineficiente em todos os fundamentos, mas principalmente no saque e na virada de bola pelas extremidades. Macris tampouco estava inspirada, errando levantamentos e um pouco imprecisa. Usou pouco as centrais. Desconcentrado, o time verde-amarelo viu as argentinas abrindo frente pouco a pouco: 8 a 4, depois 13 a 8 e 21 a 17. Na reta final da parcial, a Seleção aproveitou os contra-ataques, melhorou a leitura do jogo e diminuiu os erros para empatar em 23 a 23 num bloqueio de Ana Cristina. Mas, num contra-ataque a Argentina fechou em 25 a 23. O Brasil marcou apenas 9 pontos de ataque na parcial contra 14 da Argentina. Desses  9 pontos, 7 foram da Gabi.

O susto acordou a Seleção, que voltou melhor, ligou o rolo compressor no segundo set e fez logo 7 a 1, depois 9 a 2. De maneira geral, todos as jogadoras subiram de produção, mas principalmente Natália e Ana Cristina. Quatro dos sete primeiros pontos foram em bloqueio. Em ritmo tranquilo, e contando com muitos erros da Argentina, o time de Zé Roberto venceu por 25 a 13 e manteve o bom ritmo para ganhar os dois sets seguintes, fechando o jogo em 3 a 1.

Sul-Americano Feminino 2021

Quarta-feira, 15/9
Brasil 3 x 0 Peru (25-17, 25-23, 25-18)
Colômbia 3 x 0 Chile (25-20, 25-13, 25-12)

Quinta-feira, 16/9
Brasil 3 x 1 Argentina (23-25, 25-13, 25-14, 25-16)
22h – Peru x Colômbia (SporTV 2)

Sexta-feira, 17/9
19h30 – Brasil x Chile (SporTV 2)
22h – Peru x Argentina

Sábado, 18/9
19h – Chile x Peru (SporTV 2)
21h30 – Argentina x Colômbia (SporTV 2)

Domingo, 19/9
19h – Argentina x Chile (SporTV 2)
21h30 – Brasil x Colômbia (SporTV 2)

 

Veja também

Fluminense aumenta confiança para a Superliga

O título carioca não foi conquistado, mas o bom desempenho do Fluminense no segundo jogo d…